Campo Grande recebe competições da 13º Paralímpiadas Escolares de MS

0

Ao todo, 158 estudantes-atletas, na faixa etária de 11 a 18 anos, de 13 municípios competem na Capital

 

No próximo fim de semana, entre os dias 12 a 14 de julho, acontece a 13ª edição das Paraesc (Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande.

A competição é organizada pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer) e Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura).

A cerimônia de abertura ocorrerá na sexta-feira (12), às 18h30, no clube de campo da AECNB (Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira), em Campo Grande.

As Paraesc são a competição do esporte paralímpico mais importante a nível escolar do estado, já que é seletiva para a etapa nacional das Paralimpíadas Escolares.

O evento, organizado pelo CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro) e que reúne representantes de vários estados do país, objetiva fomentar e incentivar a prática do esporte paralímpico e ser vitrine para a descoberta de novos talentos.

Estarão na capital sul-mato-grossense 158 estudantes-atletas, na faixa etária de 11 a 18 anos.

Serão disputadas as modalidades individuais atletismo, bocha, parabadminton e tênis de mesa.

As provas do atletismo acontecerão no Parque Olímpico Ayrton Senna. Já a bocha, parabadminton e tênis de mesa serão na Nipo campo.

No total, 13 municípios serão representados na competição escolar: Alcinópolis, Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Dourados, Nova Andradina, Ponta Porã, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste e Sidrolândia.

O número de cidades participantes é um recorde, com duas cidades a mais em relação ao ano passado.

O secretário de Estado de Turismo, Esporte e Cultura, Marcelo Ferreira Miranda, também destaca o recorde de participação.

“É extremamente gratificante ver o crescimento das Paraesc ao longo dos anos.

Em 2015, tínhamos apenas três municípios participantes, e hoje temos 13 cidades representadas, um recorde histórico.

A Fundesporte trabalhou incansavelmente para incentivar a participação e melhorar a qualidade do evento.

Proporcionamos hospedagem adequada para os atletas, valorização dos técnicos e uma alimentação balanceada.

Esses esforços não apenas aumentam a competitividade, mas também garantem uma experiência digna para todos os envolvidos”, enfatiza o titular da Setesc.

Para o diretor-presidente da Fundesporte, Paulo Ricardo Nuñez, as Paralimpíadas Escolares são importantes para a inclusão dos atletas, trazendo muitos benefícios.

“O esporte traz inúmeros benefícios, nas relações sociais, relações de autonomia.

Essas crianças e adolescentes muitas vezes não saem de casa, a prática esportiva dá autonomia de ir e vir, de conseguir atravessar uma rua, de conseguir ter uma liberdade maior em relação aos seus familiares.

Então, acredito que esse seja o principal retorno aos atletas do paradesporto, a inclusão”, frisa Paulo Ricardo.

Segundo Leandro Fonseca, Diretor de Gestão de Políticas de Excelência e Capacitação Esportiva, Mato Grosso do Sul tem muito do que se orgulhar no que diz respeito ao esporte paralímpico.

“A Fundesporte atende as três dimensões esportivas, seja no esporte de lazer, no esporte de formação, quanto no esporte de rendimento, e o Paradesporto está inserido nessas três dimensões.

Hoje nós temos dois atletas medalhistas de ouro na última Paralimpíada, que é o Rufino e o Yeltsin, que são fruto de um trabalho desde vivência com um trabalho de formação.

As Paraesc, que iniciam neste final de semana, é fruto dessa transformação, desse esporte de base, até que esses atletas consigam se tornar realidade no rendimento”, destaca o professor.

Serviço

Data: 12 de julho (sexta-feira)
Horário: 18h30
Local: sede de campo da Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira de Campo Grande-MS
Endereço: Av. Ministro João Arinos, 140 – Jardim Veraneio

Fonte: Rogério Vidmantas
Capital News

Artigo anteriorTempo recorde é quebrado na Maratona de Campo Grande pelos vencedores
Próximo artigoAvaí perde para Novorizontino em casa e, de líder, perde posição no G4

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui