Prefeitura de Naviraí decreta situação de emergência devido à estiagem que impactou a agricultura local

0

Em resposta à severa estiagem que afetou o município de Naviraí entre novembro de 2023 e abril de 2024, a Prefeita Rhaiza Matos decretou nesta terça-feira (11/06) situação de emergência em todo o território municipal. O Decreto N.º 66, é justificado pela significativa redução do volume de chuvas, conforme o Laudo Meteorológico da SEMADESC (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), e os graves impactos na agricultura local.

Prefeitura de Naviraí decreta situação de emergência devido à estiagem que impactou a agricultura local
Falta de umidade no solo reduziu drasticamente as culturas agrícolas do município (Foto: Júnior Lopes)

A estiagem prolongada resultou em chuvas 30% abaixo da média histórica, prejudicando severamente as culturas de soja e milho. Levantamentos da AGRAER e APROSOJA apontaram uma redução de 15% a 25% na produção de soja e perdas estimadas entre 33% e 100% na produção de milho para a safra 2023/2024. Tais dados foram confirmados pela COPASUL, que também participou na coleta de informações essenciais para a decretação de emergência.

Impactos na economia local
A economia de Naviraí, dependente em grande parte do agronegócio, sofreu impactos significativos devido à estiagem. A falta de umidade no solo não só reduziu as culturas agrícolas, mas também causou prejuízos significativos na pecuária e na agricultura familiar, destacando a vulnerabilidade da zona rural às condições climáticas adversas.

Para enfrentar essa crise, o decreto autoriza a mobilização de todos os órgãos municipais, coordenados pela COMPDEC – Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, para ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário. Essas medidas visam minimizar os danos causados pela estiagem e apoiar a recuperação das atividades econômicas no município.

Prefeitura de Naviraí decreta situação de emergência devido à estiagem que impactou a agricultura local
Prefeita Rhaiza assinou decreto na presença do representante do Sindicato Rural, Yoshihiro Hakamada e do presidente da COPASUL, Gervásio Kamitani (Foto: Helington Ribeiro)

O decreto foi assinado na presença do produtor rural Yoshihiro Hakamada, representante do Sindicato Rural de Naviraí, uma das entidades solicitantes do decreto, e do também produtor rural e presidente da COPASUL, Gervásio Kamitani. Ambas as entidades foram fundamentais na colaboração com a Defesa Civil Municipal para o levantamento de dados e a decretação da situação de emergência.

Declaração da Prefeita
A Prefeita Rhaiza Matos expressou sua preocupação com os produtores locais e destacou o comprometimento da administração municipal em colaborar com eles durante essa crise. “Nosso município está empenhado em oferecer todo o suporte necessário aos nossos produtores. Estamos encaminhando o decreto para o reconhecimento estadual através da Assembleia Legislativa e enviando todos os levantamentos para a Defesa Civil Estadual. Esperamos que o Governo do Estado possa verificar a possibilidade de decretação de emergência a nível estadual, o que ampliará as medidas de apoio e assistência aos afetados pela estiagem,” afirmou a prefeita.

Prefeitura de Naviraí decreta situação de emergência devido à estiagem que impactou a agricultura local
Estiagem prolongada resultou em chuvas 30% abaixo da média histórica e prejudicou severamente as culturas agrícolas em Naviraí (Foto: Júnior Lopes)

O Decreto N.º 66 terá vigência de 180 dias, durante os quais serão implementadas as ações necessárias para enfrentar a crise e restabelecer a normalidade na região. A Prefeitura de Naviraí reforça seu compromisso com a comunidade, buscando soluções eficazes para superar os desafios impostos pela estiagem.

Fonte: A Gazeta News

Artigo anteriorAmeaça aos Direitos dos Aposentados
Próximo artigoPrefeito de Iguatemi recebe premio por investir em capacitação dos servidoresdosetor de recursoshumanos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui