Policiais ouvem disparos e prendem pescador por porte ilegal de arma com numeração raspada

0
Arma e munição aprendidos (Foto: Divulgação/PMA)

Durante fiscalização ambiental no rio Miranda, em uma região conhecida como Panela, a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Miranda, prenderam neste domingo (31) um campo-grandense de 33 anos, por porte ilegal de arma e munições. Os policiais abordavam pescadores no rio e ouviram disparos de arma de fogo. A equipe dirigiu-se para o local do barulho e abordou uma embarcação com três pescadores.

Na embarcação foi encontrada uma pistola marca Taurus calibre 380, carregada com cinco munições, pertencente ao pescador, que não possuía documentação, até porque a numeração da arma estava raspada, fato que agrava o crime. A arma e as munições não possuíam documentação e foram apreendidas.

O infrator, residente em Campo Grande, recebeu voz de prisão e foi encaminhado, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Miranda, onde ele foi autuado em flagrante por crime de porte ilegal de arma, cuja pena é de dois a seis anos de reclusão, devido a arma estar com a numeração raspada. Ele está preso e passará por audiência de custódia.

PESCA ILEGAL

Com relação à pesca, nem o infrator preso com a arma e nem dos seus companheiros (28), também residente em Campo Grande, possuíam a licença de pesca obrigatória, fato que se caracteriza como infração administrativa ambiental. Os infratores foram autuados administrativamente e foram multados em R$ 1.000,00, cada um. Duas carretilhas com varas foram apreendidas. O outro pescador estava com a licença ambiental.

 

 

Fonte: JornalDoConesul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui