Seleção Feminina vence Paraguai e garante lugar na decisão da Copa América

0
Thaís Magalhães/CBF

A Seleção Brasileira Feminina está na decisão da Copa América. Nesta terça-feira (26), pela semifinal, em Bucaramanga, na Colômbia, o Brasil venceu o Paraguai por 2 a 0, gols de Ary Borges e Bia Zaneratto, ambos no primeiro tempo, e carimbou lugar na final.

 

A taça será disputada no sábado (30), às 20h30 (MS), contra a Seleção Colombiana. A equipe de Pia Sundhage se classificou para a Copa do Mundo Austrália & Nova Zelândia 2023 e também para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

 

O jogo

 

No Estádio Alfonso López, a Seleção Brasileira dominou o primeiro tempo. Logo no primeiro minuto, Debinha invadiu a área e tentou por cobertura, mas parou na defesa de Alicia Bobadilla. O Paraguai respondeu no lance seguinte, quando Riveros cabeceou firme e a defesa brasileira salvou em cima da linha. Aos nove minutos, Adriana recebeu passe de Ary Borges, chutou cruzado e Bobadilla espalmou. No lance seguinte, Bia Zaneratto também tentou em chute pela linha de fundo.

 

O Brasil abriu o placar aos 15 minutos. Ary Borges recebeu passe de Bia na entrada da área e chutou de canhota para balançar as redes. Aos 27 minutos, a Seleção Feminina ampliou o placar. Bia Zaneratto aproveitou a sobra na área após saída errada da defesa adversária e fez um bonito gol. As paraguaias tentaram responder aos 38 minutos, quando Jessica cobrou falta de longe e parou na boa defesa da goleira Lorena.

 

O segundo tempo começou com a Seleção Feminina controlando a boa vantagem criada na primeira etapa. Aos seis minutos, Bia Zaneratto chutou forte da entrada da área e Bobadilla defendeu. Três minutos depois, Kerolin tentou de longe e a goleira evitou o terceiro gol. A meia seguiu no ataque e, aos 11, finalizou por cima do gol do Paraguai.

 

O Brasil voltou ao ataque aos 17 minutos. Kerolin recebeu cruzamento na segunda trave e, de peixinho, mandou a bola pela linha de fundo. Três minutos depois, Rafaelle ficou com a sobra após cobrança de falta e chutou para fora. Aos 23, Duda Sampaio ficou com o rebote da goleira e finalizou por cima do gol. Aos 32, Tamires finalizou e parou em Bobadilla mais uma vez. No fim, aos 48 minutos, Adriana acertou um belo chute da entrada da área e carimbou o travessão do Paraguai, mas o placar do primeiro tempo prevaleceu.

 

 

 

 

 

Fonte: Gazetaesportiva.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui