Carlos Marun diz que MDB apoia Tebet e fica fora da disputa pelo Senado

0
Deurico/Arquivo Capital News

No dia da convenção nacional para definir a candidatura da senadora Simone Tebet para Presidência da República, o MDB segue dividido. Um voto a favor da parlamentar sul-mato-grossense é certo: o ex-ministro Carlos Marun garante que no primeiro turno o partido precisa ter sua chapa. No segundo, se ela não estiver, é outra história. Uma das lideranças do partido no Estado, Marun aponta também que a legenda não deve ter candidato ao senado, o que, em tese, poderia favorecer Tereza Cristina (PP).

 

O apoio à candidatura de Tebet veio em postagem na conta no twitter. “Muita gente age como se o 2º turno fosse acontecer antes do 1º. Isso é impossível. No 1º turno sou Simone. Só vou pensar no 2º turno depois do 1º e se não estivermos lá”, diz a postagem.

 

Ex-deputado estadual e federal, Carlos Marun disse que não deve disputar as eleições de outubro. Em conversa com o Capital News, afirmou que só colocaria seu nome à disposição se fosse para voltar à Brasília, mas não como deputado. “Disputaria o Senado, mas parece que não vamos ter candidato”, resumiu.

 

O MDB mantém a candidatura do Governo do Estado com o ex-governador André Puccinelli, nome que tem aparecido na liderança das últimas pesquisas, apesar do cenário de equilíbrio com Marquinhos Trad (PSD), Rose Modesto (União Brasil) e Eduardo Riedel (PSDB). Em relação à disputa ao senado, mantém a vaga aberta para possíveis coligações.

 

Nos bastidores, porém, a teoria é de que o MDB Estadual não pretende colocar empecilhos para a candidatura da deputada federal e ex-ministra, Tereza Cristina. Ela já foi filiada ao partido e, durante os governos de Puccinelli, foi secretária de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul.

 

 

 

Fonte: CapitalNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui