Mulher diz ter sido chamada de “preta fedida” em frente a hospital

0
Wender Carbonari/Dourados News

Uma mulher de 45 alegou ter sido vítima de racismo enquanto trabalhava em frente ao Hospital da Vida, em Dourados. A vítima prestou queixa no primeiro distrito de Polícia Civil de Dourados na tarde desta segunda-feira (18).

 

Segundo o Dourados News, a vítima trabalha para uma empresa de advocacia e conta que estava entregando cartões em frente ao hospital, quando foi abordada por uma mulher de 30 anos, funcionária de uma empresa concorrente.

 

De acordo com a denunciante, a acusada a abordou xingando de “preta baixa”, “preta fedida”, “bruaca”, “boca de bueiro”, entre outras ofensas.

 

A acusada de racismo ainda teria feito ameaças dizendo frases como “o que é seu está guardado”, conforme registro na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

 

A mulher de 30 anos se apresentou na delegacia e se dispôs a narrar sua versão sobre os fatos, negando as acusações.

 

O caso foi registrado como injúria, que consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou condição da pessoa idosa ou portadora de deficiência.

 

 

 

Fonte: CapitalNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui