Liderança Kaiowá-Guarani é assassinada por homens armados

0
Divulgação/Povo Kaiowá-Guarani

Três indígenas Kaiowá-Guarani sofreram uma investida violenta, por parte de homens armados. O crime resultou no assassinato de Márcio Moreira e deixou duas outras lideranças feridas devido às agressões.

 

Márcio e os outros dois indígenas, que por segurança não foram identificados, são lideranças da retomada Guapoy, em Amambai, no Mato Grosso do Sul. O fato leva os indígenas a acreditarem que a possível motivação do crime, ocorrido na última quinta-feira (14), possa ser uma possível retaliação contra a ação de retomada.

 

Segundo os indígenas, Márcio havia recebido uma proposta de trabalho no ramo da construção civil, o qual demandaria de mais dois serventes de pedreiro para auxiliar na construção de um muro. Conforme relatos dos indígenas, Márcio foi chamado por um conhecido local e, por sua vez, chamou as outras duas lideranças para ajudar.

 

Chegando no local da obra, eles foram abordados por dois homens em uma moto, munidos com armas de fogo, e que já chegaram ao local com intimidações e agressões verbais contra os indígenas. Em seguida, realizaram os disparos contra Márcio e as outras duas vítimas. O jovem Guarani Kaiowá, que conseguiu fugir do local, conta que foi segurado e os três foram intimidados.

 

Após os disparos, houve luta corporal e um dos indígenas conseguiu fugir do local, o outro foi ao hospital de Amambai para atendimento. Márcio correu cerca de 100 metros sangrando, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

 

 

 

Fonte: CapitalNews

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui