Morto pela PM após tentar cometer crimes em shopping de Campo Grande tinha 20 passagens pela polícia

0
PM entrou em casas no bairro Cohafama para conter ladrão. (Foto: Fala Povo / Midiamax)

Identificado como José Carlos da Silva Ludovino, de 35 anos, conhecido ‘Neguinho Carlos’, o homem morto após ser atingido por três disparos de arma de fogo, na noite da última sexta-feira (1°), na Rua Botucatu, no bairro Cohafama, em Campo Grande. A Vítima que teria tentado cometer delitos em um Shopping da região, tem passagens pela polícia desde 2007.

Com 20 passagens, ‘Neguinho Carlos’, já foi detido por ameaça, lesão corporal dolosa, violência doméstica, vias de fato, desacato e furto qualificado. No dia em que foi baleado, ele teria tentado cometer delitos em um Shopping da região, mas, ao perceber a ação, os seguranças do local começaram a perseguir o autor, que começou a andar nos telhados.

Uma testemunha relatou que teria visto o homem pronto para pular dentro da sua residência, mas ela acabou gritando e ele pulou na casa do vizinho, um idoso de 78 anos, que não estava em casa no momento da invasão.

A vizinha dele, gritou para os seguranças que estavam passando pela rua, em seguida a PM (Polícia Militar) foi acionada. No local, os militares com auxílio de escadas, subiram no muro, e após Neguinho tossir, conseguiram encurralar ele.

Desesperado e sem saída, Neguinho, entrou na residência pelo buraco do ar-condicionado e se apossou do facão do idoso e se trancou no quarto. Os policiais, com um pedaço de pau, arrombaram a porta dos fundos da casa, em seguida, quebraram a porta do quarto.

Ao entrar no quarto, Neguinho, armado com um facão, foi para cima dos militares que teriam efetuado um disparo, mesmo ferido, as agressões continuaram e outros dois disparos foi efetuado.

Neguinho foi socorrido e levado para o Hospital Regional ainda com vida, mas na madrugada de sábado (2), não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

 

 

Fonte: JornalDoConesul/MidiaMax

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui