Serc/UCDB estreia com vitória e abre vantagem na Copa do Brasil

0
Equipe de MS antes da partida contra o Clube Resenha pela Copa do Brasil (Foto: Divulgação)

A Copa do Brasil de Futsal Feminino chega à sua 6ª edição em 2022. No último domingo (3), as meninas da Serc/UCDB (Sociedade Esportiva Recreativa Chapadão/Universidade Católica Dom Bosco) bateu o Clube Resenhas (GO) por 1 a 0, no confronto de ida da primeira fase. A partida foi realizada no Ginásio Poliesportivo Avelino dos Reis, o Guanandizão.

O único gol da partida foi marcado faltando seis minutos para o fim do jogo, com a estreante Danieli Souza. A vitória em casa abre vantagem para o time de MS para o duelo de volta, que será no dia 17 de julho (domingo), às 9 horas (horário de MS), no Ginásio Valério Luiz de Oliveira (Goiânia Arena), em Goiânia (GO).

“Foi uma partida bastante difícil. Fechamos a marcação após o gol e graças a Deus conseguimos sair com a vitória, já que os dois times estavam bem fisicamente e tecnicamente”, destacou a capitã da Serc/UCDB, Bruna Elisbão.

A equipe de Mato Grosso do Sul precisa de um empate para avançar na competição. Em caso de dois empates ou vitórias alternadas, o desempate será feito por meio de período suplementar de 10 minutos, sendo dois tempos de cinco minutos, sem intervalo, apenas com a inversão dos lados. Caso persista a igualdade no placar, serão executadas três cobranças de penalidade máxima para cada equipe.

A Copa do Brasil Sicredi tem um calendário de 5 meses e classifica o campeão para a Supercopa de Futsal. A edição 2022 conta com 15 equipes e será disputada em 5 fases. Em todas as fases são jogos de ida e volta, classificando a equipe que obtiver 2 vitórias ou 1 vitória e 1 empate. A ordem dos jogos da 1ª Fase é mediante sorteio, porém nas demais fases faz o seguindo jogo em casa a equipe com melhor índice técnico geral.

Investimento – Em abril deste ano, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, via Fundesporte, destinou R$ 500 mil à Serc/UCDB, visando a preparação da equipe para campeonatos nacionais. O recurso é proveniente do Fundo de Investimentos Esportivos (FIE/MS).

Segundo o clube, o recurso está sendo utilizado para o pagamento de bolsa para atletas e salários para a comissão técnica, assim como a contratação de reforços para a equipe, aquisição de materiais esportivos, investimento em estrutura adequada para treinos de alto rendimento, despesas com contratação de prestadores de serviços, entre outros.

 

 

 

Fonte: CapitalNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui