Adolescente tem crise de pânico e denuncia primo por estupro

0

Adolescente de 12 anos teve crise de pânico em uma escola de Campo Grande e denunciou que foi estuprada pelo primo, à época com 12 anos, quando ela tinha seis anos de idade. A menina afirmou que tomou coragem após ver notícia do estupro e gravidez da atriz Klara Castanho, de 21 anos. O caso foi divulgado recentemente em carta aberta pela própria atriz, após ser alvo de especulações e ataques na internet por redes de fofocas.

O estupro da adolescente chegou ao conhecimento da polícia nesta segunda-feira (27), após a menina ter uma crise de pânico na escola do Parque Residencial União, na Capital. A direção acionou a mãe, afirmando que ela estava chorando e desesperada. Quando a mulher chegou na escola, a Polícia Militar já estava no local e diante do relato do estupro, elas foram encaminhadas para a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

A jovem foi ouvida no setor psicossocial da delegacia, onde confirmou o abuso. Em seu relato, revelou que foi estuprada pelo primo quando tinha seis e oito anos de idade. Nas ocasiões, ele tocou nas partes íntimas dos dois e passou o pênis no corpo da menina. Não houve conjunção carnal, conforme a própria vítima, por esse motivo, não foi solicitado exame de corpo de delito.

Ela confirmou à polícia que apenas tomou coragem de relatar os fatos após ver uma notícia de estupro ocorrido com a atriz. Ainda, revelou que a mãe tinha conhecimento do fato, mas deu como encerrado. A mãe, por sua vez, afirmou acreditar que o estupro não ocorreu e que algo vem acontecendo na escola e desencadeou a crise. A mulher afirma que a menina vem sendo vítima de bullying na instituição de ensino.

Sobre ter conhecimento do abuso, a mãe revelou que há cinco anos a filha ficou por uma semana na casa da tia. Nesta época a criança relatou que tinha sido abusada sexualmente pelo primo de 12 anos. A mãe diz que conversou com a irmã e o sobrinho sobre a acusação, sendo que o adolescente negou o crime e a mãe então não comunicou as autoridades competentes, dando o assunto por encerrado.

O caso foi registrado na Depca, mas será investigado pela Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) por envolver menor de idade (na época) como suspeito.

Caso envolvendo atriz – Tudo começou com um post de um jornalista, no dia 24 de maio, dizendo que Klara Castanho teria dado à luz a uma criança e que entregou a adoção. A pedido da própria atriz o post foi apagado, mas a notícia se espalhou.

Em seguida, apresentadores e redes de fofocas começaram os ataques a atriz. Foi então que Klara se manifestou sobre o assunto, publicando uma carta aberta nas redes sociais, na qual revelava ter sido vítima de estupro.

 

 

 

Fonte: Campograndenews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui