Eduardo Riedel visita bairros da Capital e ouve reclamações da população

0
Assessoria

O pré-candidato do PSDB ao governo do estado, Eduardo Riedel, tem intensificado o contato com os moradores de diversos bairros de Campo Grande. Nesta caminhada, vem conhecendo o que causa uma administração voltada a interesses que não atendem as necessidades da população.

 

Na região do bairro Lageado teve essa certeza ao ouvir os relatos de uma das lideranças locais. “Esperamos avanços há muito tempo em nosso bairro, a saúde é precária, tem estação de tratamento de esgoto aqui atrás, mas nós não temos saneamento, os buracos nas ruas sem asfalto dificultam bastante nossa vida, além do mau cheiro por conta do lixão. Tem dia que não conseguimos comer por conta do cheiro”, afirmou Márcia Barbosa, liderança do bairro Parque do Sol.

 

O encontro aconteceu na casa de Márcia no início da manhã deste domingo (5) e cerca de 30 pessoas foram até lá. A falta de saneamento básico foi uma questão bastante levantada pelos moradores. “Quando fizeram a estação de tratamento falaram que iríamos ter esgoto, que tudo ia melhorar. Estamos cansados de esperar por essas melhorias, tem dias que o cheiro é insuportável”, ressaltou Rubens Honório Alcântara.

 

Riedel lembrou que durante seu período nas secretarias de Governo e de Infraestrutura, o saneamento foi uma das áreas que mais avançaram, principalmente nos 68 municípios que o tratamento é responsabilidade do Estado.

 

“Várias cidades de Mato Grosso do Sul hoje contam com mais de 80% de cobertura de saneamento básico de suas áreas totais, algumas mais de 90%. Mesmo onde não é nossa responsabilidade direta, pretendemos manter um diálogo constante com os representantes municipais, conseguir verbas, para que esse problema seja sanado e tenhamos a universalização do saneamento, com cobertura de 100% de nosso território”, detalhou.

 

Outro tema que foi unanimidade entre os presentes, a saúde foi alvo de muitas queixas. Da falta de atendimento, principalmente na área de pediatria, até as condições precárias da estrutura da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro, as reclamações foram muitas. “Meu filho tem problemas no estômago e sempre precisa de atendimento, mas muitas vezes não conseguimos pela falta de médico. É muito complicado”, desabafa a dona de casa Helen Batista.

 

Riedel lembrou que a atenção básica também é responsabilidade do município, mas o Estado tem repassado verbas e dialogado com população e poder público para entender os problemas e principais necessidades da área. “Conseguimos melhorar algumas questões pontuais em diversas cidades e pretendemos fazer isso em todo o Estado, inclusive aqui em Campo Grande. A saúde é uma questão de grande valia para nós”, pontuou.

 

Após a reunião, o pré-candidato seguiu para a feira do bairro Dom Antônio, onde também conversou com moradores e feirantes. Depois deu o pontapé inicial no jogo entre Hortifruti/Casarão x Polonês, que disputavam a final da 25ª Arena Albuquerque, na vila Albuquerque e seguiu para reunião com moradores do bairro Universitário e Jardim Itamaracá.

 

 

 

Fonte: CapitalNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui