Tite elogia equilíbrio e união da Seleção Brasileira após goleada

0

A Seleção Brasileira goleou a Coreia do Sul por 5 a 1 no Seoul World Cup Stadium, em Seul, nesta quinta-feira (2) no primeiro amistoso disputa nesta Data Fifa. Os gols do Brasil foram marcados por Richarlison, Philippe Coutinho, Gabriel Jesus e Neymar em duas cobranças de pênaltis, um em cada tempo.

 

O desempenho do time em mais uma vitória agradou o técnico Tite que, na entrevista coletiva pós-jogo, elogiou a atuação e destacou a união entre os atletas. “Quando a gente tem atletas que entram e mantém o mesmo nível, alguma coisa de bom essa equipe tem. Quando o atleta entra com o aspecto solidário que teve o Gabriel Jesus… Antes de marcar o gol, ele baixou (a linha) duas ou três vezes e fez cobertura de bola do outro lado, depois chegou na frente. É porque eles se gostam. E quando tem um time que se gosta, ele está muito mais perto de fazer algo a mais”, afirmou Tite.

 

Esta foi a quarta vitória consecutiva da Seleção Brasileira, que não perde há dez jogos. Perguntado sobre o nível de atuação do Brasil, Tite comparou o desempenho com as recentes goleadas contra Bolívia, Paraguai e Chile, mas ressaltou as dificuldades de jogar do outro lado do mundo.

 

“(A Seleção) esteve em um patamar de desempenho parecido com nossos jogos recentes. E fazer isso fora de casa, em um ambiente diferente, com uma situação que vocês podem comprovar… Nosso relógio biológico, a cabeça fica muito difícil. Para mim, foi muito difícil. Tive que tomar um monte de café, para que pudesse ter essa capacidade. Se o atleta não estiver com a cabeça legal, não dá”, pontuou.

 

Outro ponto que chamou a atenção de Tite foi o equilíbrio demonstrado pela Seleção Brasileira nos diferentes momentos da partida. Após tomar o gol de empate, o Brasil manteve a cabeça no lugar e soube buscar, sem desespero, os gols para construir a vitória em Seul.

 

“Gostei de, mesmo tomando o gol de empate, termos mantido o nível de concentração, sem querer apressar demais. Se você pegar o segundo gol, o lance do pênalti no Alex Sandro, a gente deve ter ficado circulando por mais de um minuto e meio com posse de bola, rodando até ter o momento de infiltração. Tomou o gol, manteve o nível de concentração, criou, a bola não queimou no pé, não bateu em parede”, analisou.

 

A Seleção Brasileira volta a campo na próxima segunda-feira (6), contra o Japão, no Estádio Nacional de Tóquio. A bola rola às 6h20 (MS).

 

 

 

 

 

Fonte: CapitalNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui