Boa gestão credencia Walter Carneiro Júnior a ser forte opção à Câmara

0

Parece até clichê, mas renovação política ainda é a frase mais usada nos dias de hoje quando o assunto é discutido entre dirigentes partidários e eleitores, referindo-se ao Congresso Nacional, incluindo as duas casas legislativas — Câmara dos Deputados e o Senado.

É por causa disso que surgem novas lideranças, nomes de personalidades públicas e notáveis, convidados por partidos políticos para concorrer a cargos eletivos em razão de seus bons desempenhos à frente das funções que exerceram.

Foi assim com o advogado Walter Carneiro Júnior, pré-candidato do PP (Progressistas) a deputado federal, cuja gestão de excelência” como diretor-presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) o credencia a ser uma das fortes opções nas eleições de outubro em Mato Grosso do Sul.

Com forte DNA político, graças à participação exemplar na vida pública do seu pai, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Walter Benedito Carneiro, o advogado desponta como a grande revelação no contexto estadual após atuação de destaque na companhia de saneamento.

Para analistas, sua destacável participação na concessionária dos serviços de água e esgoto o levou a ser lembrado como uma espécie de “bola da vez” na disputa pelas oito cadeiras a que Mato Grosso do Sul tem direito na Câmara Federal.

Foi nas mãos de Walter Carneiro Júnior que a Sanesul passou a ocupar um lugar de destaque nacional, eleita pela Revista Isto É Dinheiro e pelo jornal Valor Econômico entre as melhores companhias do país. A empresa também está na vanguarda como a primeira do Brasil a se antecipar a meta estabelecida pelo novo marco legal do saneamento, a universalizar o sistema de esgotamento sanitário em MS.

Carinhosamente chamado de Waltinho, o progressista concorre ao cargo na chapa majoritária a ser encabeçada pelo ex-secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel (PSDB), ao Governo do Estado, e pela ex-ministra da Agricultura e deputada federal, Teresa Cristina (PP), ao Senado.

Com seu estilo bem-humorado e simpático, Walter Carneiro Júnior cativou diretores e colaboradores da Sanesul, incluindo funcionários que atuam na sede da empresa, em Campo Grande, e nas 68 unidades consumidoras no interior do Estado.

O progressista faz questão de creditar o sucesso de sua boa gestão à diretoria e ao Conselho de Administração da Sanesul, além do empenho de seus mais de 1.400 colaboradores espalhados pelo Estado.

“Tenho orgulho de pertencer à família Sanesul, onde aprendi muito trabalhando e fiz vários amigos. Só tenho a agradecer ao nosso governador Reinaldo Azambuja pela confiança. Foi uma honra poder administrar uma empresa juntamente com o então secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, pasta a qual a empresa é vinculada, que com certeza será nosso futuro governador”, afirmou.

Além do mais, o pré-candidato anda bem acompanhado de amigos e políticos bem avaliados como o vice-governador Murilo Zauith (União Brasil), os deputados estaduais Zé Teixeira (PSDB), Barbosinha (PP) e Londres Machado (PP), e conta com apoio de prefeitos, vereadores, entre outros agentes públicos.

Questionado sobre o interesse pelo cargo, defende com convicção que deseja preencher a lacuna deixada em Dourados, que atualmente não tem representatividade em Brasília.

Em outras duas legislaturas, o segundo maior município do Estado já contou com três parlamentares.

“Sinto-me preparado para representar não apenas a Grande Dourados, região que tenho um carinho especial por ter nascido lá, mas todo Mato Grosso do Sul na Câmara dos Deputados”, assegura.

REPRESENTATIVIDADE

Walter Carneiro filiou-se ao PP no começo de abril juntamente com o pai, Walter Benedito Carneiro, que tiveram suas fichas abonadas pela ex-ministra Teresa Cristina.

Sobre a concorrência interna em seu grupo político na disputa pelo cargo, o pré-candidato frisa que o eleitorado douradense saberá escolher aquele que poderá melhor representa-lo para atuar em Brasília.

“Dourados é um colégio eleitoral muito forte e com um povo consciente e politizado que sabe qual é a melhor proposta e o político que deve representá-lo em todos os cargos eletivos, incluindo o governo do Estado, a Assembleia Legislativa, a Câmara dos Deputados e o Senado”, sugere, acrescentando que o grande projeto, liderado por Reinaldo Azambuja é eleger Riedel governador, Teresa Cristina, senadora, e boa representatividade nas casas legislativas.

 

 

 

 

Fonte: AlôDourados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui