Saúde de Mundo Novo adquiriu sete veículos e iniciou reforma de ‘postos’ dos bairros

0

A Secretaria Municipal de Saúde prestou contas dos doze meses de 2021 e de parte de 2022. Neste período foram sete veículos conquistados, em um aporte de mais de R$ 1 milhão: um Doblô (R$ 109.760,00); uma Biz (R$ 14.511,85); dois Cronos (R$ 170 mil); um micro-ônibus (R$ 320 mil); uma ambulância fiorino (R$ 131 mil); e uma UTI Móvel (R$ 430 mil).

Destes, quatro foram adquiridos com recursos próprios – através de parceria com a Câmara Municipal que enviou metade das suas emendas para a recuperação da frota. Pelo Governo do Estado, a Biz (deputada Mara Caseiro) e a UTI Móvel. Pelo Governo Federal, o micro-ônibus, através do deputado federal Beto Pereira.

O setor de transporte apontou que, só em 2021, foram 1.735 viagens (até o dia 13/12). Os municípios que mais receberam os mundonovenses foram Dourados (612), Cascavel (385), Naviraí (272), Campo Grande (226) e Umuarama (136).

 

 

‘POSTOS’ DE SAÚDE RECEBEM INVESTIMENTO

As unidades de Saúde da Família começaram a receber investimentos. São R$ 250 mil, através do Governo do Estado, para algumas ações nas unidades.

O ESF Walid Nage, ‘Posto de Saúde da Vila Nova’, foi todo murado e duas salas serão construídas. Uma para Sala de Ultrassonografia, após aparelho de R$ 154 mil recebido do governo estadual. Outra sala será para a vacinação.

Além de ações especiais como Agosto Dourado (aleitamento), Onça Pintada, Outubro Rosa e Novembro Azul (os três últimos contra cânceres em homens e mulheres), as unidades fizeram 10.329 consultas durante o último ano e 52.585 procedimentos.

Compõem a Estratégia de Saúde da Família as unidades da Itaipu, Vila Nova/Universitário, Fleck, Pedro Ramalho (Abigail da Silva Ramos) e Unidade Básica de Saúde Central Valdir Pazotti.

FARMÁCIA INAUGUROU NOVO LOCAL E CUSTO COM MEDICAMENTOS CRESCEU 63%

A Farmácia Básica do município foi inaugurada em julho do ano passado em local próximo a UBS Central. Segundo o secretário municipal de Saúde Fábio Doná, a mudança deu mais conforto aos usuários. Foram investidos aproximadamente R$ 50 mil. Uma parte, R$ 19 mil, veio através de emenda da vereadora Eliete Tell.

Em 2021 foram gastos R$ 422.145,15, um aumento de 63% em relação a 2020 (cerca de R$ 250 mil). Do valor do último ano, R$ 103 mil foram do governo federal, R$ 36 mil do governo estadual e R$ 276 mil do município.

Outro cobertura é o do medicamento judicial. Foram R$ 102.797,32 em 2021. Na maioria dos casos é determinada a participação estadual, porém, o município acaba arcando sozinho diante da negativa do governo estadual e tem que requisitar judicialmente este ressarcimento.

Em 2021, o município alcançou mais de 90% da sua lista do Rename (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais). Em 2022, com a falta de abastecimento pela indústria farmacêutica, o índice está na casa dos 70%, segundo o coordenador Thiago Prando.

FISIOTERAPIA, PSICOLOGIA, ESPECIALIDADES E ODONTOLOGIA: MAIS DE 10 MIL ATENDIMENTOS

A secretaria de Saúde, através dos setores de Fisioterapia, Psicologia, Odontologia e Especialidades, atendeu mais de 10 mil pessoas em 2021 – uma mesma pessoa pode ser atendida em mais de um setor.

Na Fisioterapia, foram quase 2.500 atendimentos, em mais de seis mil sessões, com as três fisioterapeutas. Na Psicologia, duas profissionais fizeram mais de 1.500 atendimentos. Nas Especialidades, foram mais de mil atendimentos, entre Ginecologia, Neurologia, Oftalmologia, Cirurgião Geral e Gastro.

Já na Odontologia, foram quase cinco mil atendimentos nas cinco unidades (quatro urbanas e uma rural). O setor recebeu quatro novos ares condicionados, uma cadeira odontológica nova (UBS Central), distribuiu 210 próteses dentárias (em parceria com o governo federal) , participou de várias campanhas (Educação, Outubro Rosa, Novembro Azul) e ainda ganhou materiais doados pela Receita Federal.

VACINAÇÃO EM MASSA E MAIS DE 12 MIL EXAMES REALIZADOS

Os setores de Exame, Vacinação e Epidemiologia também têm muito o que apresentar sobre os dados de 2021.

Na Vacinação, o atendimento contra várias doenças continuou no último ano, mas a vacinação em massa contra a covid-19 foi o grande destaque. Atualmente, mais de 95% da população tomou pelo menos uma dose, quase 90% completou o seu esquema vacinal e quase 50% recebeu uma dose de reforço.

Na Epidemiologia, foram testes rápidos na Hepatite B, C, HIV e Sífilis em várias campanhas: Outubro Rosa, Novembro Azul e Feira Ponta de Estoque. Atenção também para detecção de casos novos de tuberculose e hanseníase. O setor ainda realizou palestras sobre DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e Prevenção da Covid-19 e Biossegurança em escola, órgão governamental e empresa.

Já no Laboratório Municipal foram mais de 12 mil exames realizados, na UBS Central. Não contabilizados aqui exames da Atenção Básica (ESFs), laboratórios terceirizados conveniados e Lacen (Laboratório Central de Saúde). Mais de R$ 50 mil em material de enfermagem e alimentação especial – atendido de forma judicial – também são apresentados.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA RECEBEU UM VEÍCULO; ENDEMIAS, CELULARES E MAQUINAS

Duas coordenadorias receberam reforços em 2021. A Vigilância Sanitária conquistou um Jeep Compass, da Receita Federal de Guaíra. O setor fez inspeções em comércios de alimentos (44) e drogarias (18), interesse à Saúde (escolas, salões e academias = 43) e serviços de saúde (clínicas, laboratórios e odontologia = 53).

Ainda realizou coleta de água (125), de alimentos (13), atividades educativas (184), 104 atendimentos a denúncias e mais de quatro mil animais (cães e gatos) foram vacinados contra a raiva.

Na Endemias, foram conquistados novos celulares para os agentes, uma máquina Guarani motorizada e uma de aspersão. Em 2021, 19 locais foram notificados por más condições. Durante o ano houve 46 casos suspeitos de dengue, que acabou resultando em 47 litros de inseticida utilizados nos bairros.

Além das visitas de tratamento em residências, comércios e terrenos baldios, foram feitas 1.512 eliminação de criadouros, duas Frente de Trabalho, quatro serviços de conscientização e 40 mil pneus coletados (além de vários outros materiais).

Área Rural e Urbana foram cobertas no combate a dengue e os agentes ainda receberam 63 denúncias de ataque de escorpião. Neste caso, houve a conscientização da prevenção e aplicação de inseticida.

 

Texto: Jandaia Caetano/Semcos; Fotos: Carina Yano/Semcos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui