Lesão de Jailson força Abel a encontrar alternativas para o meio-campo do Palmeiras

0

Por muito tempo, Luan foi o único jogador a ocupar o departamento médico do Palmeiras. No entanto, na reta final de abril, Jailson rompeu o ligamento cruzado do joelho direito e passou a ser outro problema para Abel Ferreira. Sem o volante, o treinador terá que encontrar soluções nos próximos meses.

Isso porque Jailson é um jogador com características singulares no elenco. É a única peça de meio-campo que se destaca pela imposição física, sendo uma boa alternativa a Danilo para uma função defensiva no setor central da equipe.

O Palmeiras apenas poderá trazer uma peça para a posição a partir do dia 18 de julho, quando a segunda janela de transferências do futebol brasileiro em 2022 será aberta. Até lá, o clube não pode registrar novos jogadores.

A partida contra a Juazeirense, no fim de semana passado, foi a última vez em que Abel escalou uma equipe alternativa. Sem Danilo, o treinador optou por utilizar Atuesta na função de primeiro volante. Após o colombiano ser substituído, Zé Rafael foi recuado para a posição. Na entrevista coletiva, Abel falou sobre os ajustes.

“A posição dele (Atuesta) não é aquela. O Jailson se lesionou, e ele está jogando naquela posição. Nós, de 5 mesmo, temos dois: O Jailson e o Danilo. Temos o Menino, que é 8, o Zé, que é 8. Hoje, quando fiz a substituição, ele (Zé Rafael) jogou como 5. Isso que vamos procurar fazer”, disse o treinador.

O Palmeiras não tem o costume de divulgar o prazo para a recuperação de atletas lesionados, mas a contusão de Jailson exige um tempo considerável de tratamento. É difícil de imaginar o volante retornando aos gramados antes de outubro.

O Verdão volta a campo neste domingo, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe comandada por Abel enfrenta o Fluminense, no Allianz Parque, às 16h (horário de Brasília).

 

 

 

Fonte: Gazetaesportiva.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui