Homem que matou mulher a tiros no trabalho em Guaíra é condenado à 27 anos de prisão

0
Um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná por homicídio quadruplamente qualificado (feminicídio, motivo torpe, meio cruel e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima) foi condenado pelo Tribunal do Júri de Guaíra a 27 anos de reclusão.
A denúncia foi oferecida pela Promotoria de Justiça da comarca, que atuou no Júri e sustentou a tese acusatória, integralmente acolhida pelos jurados. Na definição da pena foi considerada ainda a causa de aumento consistente em violação de medida protetiva.
O crime ocorreu no dia 1º de abril de 2021. Dias antes, o réu havia comparecido espontaneamente ao Fórum, ocasião em que foi notificado de uma medida protetiva de urgência que a vítima havia solicitado contra ele, proibindo-o de se aproximar a uma distância inferior a 300 metros e de manter contato com a ofendida por qualquer meio.
Mesmo ciente da proibição, o denunciado foi ao local de trabalho da vítima (sua ex-companheira, com a qual tinha vivido por 17 anos e da qual estava separado), desferindo contra ela diversos disparos de arma de fogo.
Preso desde a época do crime, o réu teve a prisão mantida e não poderá recorrer da sentença em liberdade.
Fonte: MPR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui