Identificado: morto com ferimento no pescoço no Rio Paraguai é homem de 37 anos

0
Corpo foi encontrado por pescadores (Divulgação, Corpo de Bombeiros)

Foi identificado como Josemar Gomes Aragão, de 37 anos, o homem encontrado morto no Rio Paraguai na última sexta-feira (29). Ele tinha ferimentos no pescoço e foi encontrado na região do Porto Geral em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a Polícia Civil, Josemar era conhecido como Tanaca ou Bolsonaro. Testemunhas relataram que ele era conhecido e frequentava a Praça da República, onde era visto pernoitando.

Natural de Cuiabá, sem os pais vivo, Josemar só tinha uma prima em Corumbá. Perícia apontou que a morte não foi acidental e que o ferimento no pescoço teria sido causado possivelmente por uma faca. A suspeita é de homicídio.

Corpo encontrado por pescadores

Conforme o Corpo de Bombeiros, pescadores da região teriam avistado o corpo do homem e acionaram os militares. A vítima, que estava sem as roupas, foi retirada da água sem vida e foi identificado o corte no pescoço.

Para remoção do corpo da água, os bombeiros precisaram utilizar embarcação. Foram acionadas Perícia e Polícia Civil e o caso será investigado.

Corpo encontrado em 2021

Em agosto de 2021, Lucas Matheus de Souza Mendonza, de 22 anos, foi encontrado morto, boiando nas águas do Rio Paraguai. O rapaz estava desaparecido e o corpo tinha sinais de violência, com o pescoço cortado — esgorjamento — que indica uma possível tentativa de degolar a vítima.

As investigações apontaram que Lucas foi vítima de um tribunal do crime e os autores acabaram presos. A partir das investigações, foi identificado pela polícia de Ladário que Lucas foi sequestrado pelos integrantes da facção criminosa e condenado por suposta relação com facção rival. Ele foi morto com facadas na cabeça, abdômen e também tinha marcas no pescoço.

Identificados, os quatro envolvidos foram presos pelo homicídio qualificado, além do sequestro.

 

 

 

 

Fonte: JornalDoConesul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui