Maio Amarelo começou em Mundo Novo: “Perda de 100 mil vidas ao ano”, afirma coordenador da CCR

0

O Maio Amarelo ‘Juntos Salvamos Vidas’ foi iniciado nesta quarta-feira (04) em Mundo Novo, no Anfiteatro Dorcelina Folador. O Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) trouxe autoridades e duas escolas que se apresentaram.

Vagner Honorato, coordenador de atendimento da CCR MS Via de Mundo Novo a Caarapó, citou que ações na Br-163 reduziu pela metade o número de vítimas fatais na referida Br no estado. Antes eram 90 ao ano e agora são 45. Ele citou que 45 a 50 mil mortes são apontadas nos dados oficiais do país na perda da vida no trânsito, porém explicou que o levantamento só conta quem perde a vida na pista.

“As pessoas que morrem nas ambulâncias e nos hospitais em decorrência de acidente não são contabilizadas neste estudo. Acredito que cerca de 100 mil pessoas perdem a vida todos os anos no Brasil em decorrência de acidentes. O prejuízo é de R% 50 bilhões e várias famílias são destruídas”, explicou Honorato.

Utilizaram a palavra também autoridades municipais: vice-prefeita Rosária Andrade, diretor do Demutran Cesar Filho, cabo da PM Wilhan Baccin, capitã dos Bombeiros, Janaine Santana, proprietário da Auto Escola El Shadai, Marcelo Antônio, e vice-presidente da ACEMN (Associação Comercial), Júlio Lucca.

Na continuidade do Maio Amarelo, segundo Cesar Filho, haverá palestras nas escolas, visitas em fábricas, blitz educativa – com apoio da PM e Bombeiros – e ações em frente às escolas. O evento desta quarta-feira terminou após apresentações de alunos da Apae e da Escola Municipal Terezinha Mendonça.

 

 

 

 

Texto: Jandaia Caetano/Semcos
Fotos: Jandaia Caetano/Semcos, Carina Yano/Semcos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui