Preso por racismo contra vizinha, suboficial aposentado da Marinha é solto após pagar fiança

0

Foi determinada nesta terça-feira (19) a liberdade provisória do militar aposentado da Marinha, de 57 anos, preso em flagrante no último domingo (17) por injúria racial. Ele teve uma briga com a vizinha, no Jardim Aeroporto, após os filhos da mulher jogarem uma bola na casa do suspeito, que teria chamado a vítima de ‘negra sebosa’.

Conforme decisão na audiência de custódia, o militar foi liberado com pagamento de fiança de um salário mínimo – R$ 1.212 – e também vai cumprir recolhimento domiciliar noturno, das 19 às 6 horas. Nos dias de folga, cumprirá o recolhimento domiciliar integral.

Prisão por racismo

Conforme as informações do registro policial, o fuzileiro naval aposentado teria furado a bola com a qual as três crianças – filhas da vítima – brincavam. Para isso, ele usou um facão. A vizinha relatou que foi chamada de “Negra sebosa, nojenta”.

A mulher acionou a Polícia Militar e o suspeito disse que cortou a bola porque as crianças jogaram contra as plantas dele. O acusado acabou preso em flagrante pelo crime de injúria racial, ameaça e dano, e autuado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Já na delegacia, o militar aposentado alegou que, em data anterior, vizinhos tinham jogado a bola no quintal e ele já teria furado e jogado para fora. Na tarde de domingo, as crianças brincavam com a mãe na rua, quando chutaram a bola que teria acertado as plantas.

Assim, o homem confirmou que furou a bola com a faca e que teve uma discussão com a vizinha, dizendo que as crianças não podiam jogar bola na rua, mas negou o crime de racismo.

 

 

Fonte: MidiaMax

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui