Presidente da Câmara, Paulo Lourenço (PSD), demonstra indignação com Hospital Bezerra de Menezes e diz descaso com a população

0

Na data desta segunda (11), em sessão realizada no Câmara de vereadores de Mundo Novo, o presidente da Câmara de Mundo Novo cobrou e com muita intensidade a administração/atendimento do Hospital Bezerra de Menezes.

O líder do Legislativo citou que foi eleito para cobrar e trabalhar para a população. Paulo afirmou ter recebido denúncias de populares e foi fiscalizar o Hospital.

Após a denúncia, Paulo foi ao local junto de Evaldo Carlos e presenciou, em suas palavras, cenas de descaso com a população. O vereador afirmou ter visto uma senhora de 75 anos com um soro de 100 ML, onde a idosa ficou por um dia e uma noite com o soro e a agulha chegou sair do braço da senhora.

Com ênfase, Paulo afirmou: “Se assim continuar, teremos que realizar uma intervenção e denunciar ao Ministério Público este descaso com a nossa população. É inadmissível oque acontece com a nossa população naquele local. Não da para aceitar essa situação. Não é culpa do Dr. José e nem da administração, pois o repasse está sendo feito em dia. Que o Dr. José verifique sua direção e melhore o atendimento e cuidado com a população”.

A sessão e fala de Paulo foi marcado por cobranças dos demais parlamentares também sobre o Hospital.

Por fim, Lourenço demonstrou insatisfação do atendimento e trabalho executado pelos médicos e enfermeiros do local: “Se estão trabalhando no local, quem honrem o salário que ganham. É inadmissível saírem antes. Irei fiscalizar com mais afinco ainda. Iniciarei os trabalhos de fiscalização com mais afinco e ir ao local verificar as ações dos enfermeiros, médicos e funcionários da saúde”.

Ao término da fala Lourenço disse que se necessário irá convocar os demais vereadores, prefeito e vice-prefeita para irem ao local verificar o atendimento e ações irregulares do local.

Texto: Bruno Leal

Imagens: Gilmar Prado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui