Liga mexicana cogita expulsar o Querétaro após confusão da torcida

0
Torcedores trocaram agressões e fizeram a partida ser paralisada STR / AFP - 05.03.2022

A violência no futebol, desta vez, não ficará impune. A confusão generalizada entre torcedores de Querétaro e Atlas, no último sábado (5), deve causar grandes punições e mudanças no esporte mais popular do México.

A confusão começou aos 15 minutos do segundo tempo da partida. O Atlas vencia por 1 a 0 quando, de repente, torcedores do Querétaro atravessaram a segurança e partiram para cima dos rivais. Em um ato de desespero, o gramado do estádio foi tomado por famílias que tentavam fugir da confusão e torcedores que deram continuidade à briga, com socos e uso de armas brancas, como, por exemplo, facas.

Alguns jornais e perfis nas redes sociais anunciaram que entre 15 e 17 torcedores tinham morrido durante a briga. Imagens fortes de pessoas caídas pelo estádio assustaram. Apesar disso, Maurício Kuri, governador de Querétaro, assegurou que não houve mortos e que alguns dos torcedores vistos desmaiados já tinham sido identificados.

De acordo com o zagueiro Dória, ex-Botafogo e São Paulo e que atua no Santos Laguna desde 2018, as primeiras medidas já foram oficializadas.

“Nós descobrimos o que aconteceu indo para o nosso jogo. Ficamos sabendo que teve uma briga, mas achamos que era só isso. Aí nos concentramos, jogamos e só quando terminou é que ficamos sabendo do que realmente aconteceu, com muitos feridos. A liga agora está paralisada, e não sabemos se as próximas rodadas vão acontecer. O que também já é certo é que as torcidas organizadas visitantes estão proibidas. Ainda não sabemos se pelo resto deste campeonato ou para sempre”, disse, em conversa com o R7.

Para o defensor, outros tipos de punição serão oficializados nesta terça-feira (8), em uma reunião na Federação Mexicana, e existe a possibilidade até de o Querétaro ser expulso da liga.

“Muitos boatos começaram, dizendo que a briga tinha sido combinada nas redes sociais, mas não sabemos o que realmente causou [a confusão]. O que escutamos é que querem tirar o Querétaro da liga, querem desfiliar [o time]. Com o Atlas, não sei se vão multar, [se a equipe vai] perder pontos. Muita coisa ainda está no ar”, afirmou ele.

No dia do incidente, a Liga mexicana lamentou o episódio e garantiu decisões severas: “A violência no estádio La Corregidora, em Querétaro, é inaceitável e lamentável. Os responsáveis pela falta de segurança no estádio serão punidos”.

 

 

Fonte: R7.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui