Jogador de MS que estava na Ucrânia chega em Campo Grande

0
Reprodução de vídeo - Ismaily reencontro os familiares ainda no aeroporto da Capital

Sul-mato-grossense, Ismaily Gonçalves dos Santos, de 32 anos, chegou na Capital na madrugada desta quarta-feira (3). “O melhor lugar do mundo é dentro de um abraço”. Como sonhei com esse momento”, escreveu em suas redes sociais.

Os outros jogadores brasileiros do Shakhtar Donetsk e do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, começaram a desembarcar no Brasil na manhã desta terça-feira (1º).

Ismaily estava em Bucareste, na Romênia, com outros 39 jogadores. “A Embaixada do Brasil na Romênia prestou apoio a 40 brasileiros, jogadores de futebol e familiares, que deixaram a Ucrânia por meio da fronteira com a Romênia. São jogadores de diversos times de futebol ucranianos”, informou o Itamaraty por meio de rede social.

O Itamaraty informou ainda que o transporte para Bucareste foi custeado pela União das Federações Europeias de Futebol (Uefa). Segundo a Agência Brasil, a pasta relatou que um dos brasileiros que acompanhava o grupo pretende retornar à Ucrânia, “caso o conflito se encerre proximamente” e decidiu permanecer na Romênia pelos próximos dias.

“Um dos brasileiros que acompanhava o grupo, e que pretende retornar à Ucrânia, caso o conflito se encerre proximamente, decidiu permanecer na Romênia pelos próximos dias, tendo recebido apoio da embaixada em Bucareste para transporte e hospedagem”, disse o ministério.

Comunicado

A ofensiva russa na Ucrânia já atingiu a capital do país. Por conta disso, a Embaixada do Brasil lançou um comunicado aos brasileiros que ainda estão lá, recomendando que deixem Kiev “com urgência”, em direção às fronteiras com a Polônia, Romênia ou a fronteira norte da Moldávia.

A embaixada tem publicado no grupo do Telegram informações sobre horários de trens saindo de Kiev. Quem pretende deixar a capital tem que se dirigir à estação central da capital antes do início do toque de recolher às 20h.

Para os brasileiros que se encontram nas cidades de Kharkiv e Kherson, a recomendação é permanecer onde estão, buscar abrigo seguro e manter as autoridades brasileiras informadas.

A embaixada disse ainda para os que pretendem sair do país usando automóveis, que as rodovias que levam em direção à Polônia estão “relativamente seguras”.

“Aos brasileiros que se encontram em outras localidades do país, recomenda-se avaliar as condições pessoais de segurança e, caso seja possível, procurar embarcar em trem para a fronteira mais próxima, informando a embaixada de seu deslocamento”, recomenda a Embaixada do Brasil em Kiev.

 

 

 

 

Fonte: CapitalNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui