Tecnologias alavancam o agronegócio

0

É inegável que a pandemia acelerou a transformação digital em todos os setores e no agronegócio não foi diferente. A adesão e implementação de novas tecnologias no campo foi avassaladora e trouxe inúmeros benefícios para todos, produtores, empresas de insumos, indústrias, multicultura, irrigação e, claro, o consumidor.

Motor da economia e importante impulsionador da retomada brasileira, as receitas vindas do campo somaram mais de R$1 trilhão em 2021, cerca de 10% a mais do que em 2020, sendo essa a primeira vez que o faturamento da agropecuária atinge esse patamar. Os dados são do Ministério da Agricultura.

Como grande parte da economia brasileira gira em torno do agronegócio, as tecnologias se tornam cada vez mais protagonistas ao proporcionar inúmeras facilidades, ganhos de eficiência operacional, redução de custos e dados que facilitam a tomada de decisões.

O uso da agricultura de precisão, fundamentada na utilização de tecnologias, facilita o manejo e proporcionar uma gestão baseada na coleta de dados, reunindo e processando uma série de informações e características da área produtiva.

Uma propriedade interconectada, com sensores e equipamentos, internet das coisas (IoT) que captam dados sobre as atividades, fornece ao produtor uma completa visualização do seu processo produtivo. Essas informações mostram percepções que nem sempre seriam óbvias para o olho humano.

Outra ferramenta tecnológica que está impulsionando o agronegócio é a utilização do marketplace. As plataformas de venda digital foram consolidas nos últimos tempos, principalmente durante a pandemia, e facilitaram a comercialização de diversos produtos online, de forma rápida e dinâmica para o produtor.

A chegada da tecnologia 5G é outro grande benefício que causará uma das maiores transformações no campo, permitindo maior transmissão de dados, de forma rápida e com maior alcance. Com custo operacional mais baixo que o 4G, o 5G possibilitará a implementação de torres de transmissão em áreas mais afastada. É mais conectividade às propriedades rurais.

Quanto mais o setor agropecuário apostar e investir em inovação tecnológica, mais rentável e sustentável será, proporcionando novas oportunidades de negócios, ampliando a produtividade e oferecendo alimentos e insumos a um número maior de brasileiros.

 

(*) Marco Beltrame é Diretor-executivo da TOTVS Oeste, formada pelas unidades Noroeste Paulista, sediada em São José do Rio Preto; Oeste Paulista, sediada em Bauru; Mato Grosso do Sul; e Norte do Paraná. – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Artigo anteriorGuairense esquece onde estacionou moto e chama PM achando que veículo foi furtado
Próximo artigoRecém-nascido deixado em porta de órgão público recebe alta de hospital

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui