Róger Guedes faz dois gols e comanda vitória do Corinthians sobre o Palmeiras

0

No primeiro Dérbi pelo Timão, ex-jogador do Verdão decide; Gabriel Menino também marca

  • O Dérbi de Róger Guedes

    Será para sempre o Dérbi de Róger Guedes. No primeiro clássico pelo Corinthians, o atacante comandou a vitória sobre seu ex-clube: fez dois gols, um no primeiro tempo e um golaço no segundo, e comandou a vitória por 2 a 1 na Neo Química Arena, na noite deste sábado, pelo Brasileirão. Gabriel Menino fez o do Palmeiras, que foi a campo sem três habituais titulares – Piquerez, Zé Rafael e Raphael Veiga, preservados para a decisão de vaga na final da Libertadores, terça, contra o Atlético-MG.

  • Na tabela

    Com a vitória, o Corinthians foi para 33 pontos, ainda na sexta colocação, dentro da zona de classificação para a Libertadores. O Palmeiras, com 38, é o segundo, atrás do Atlético-MG.

    Corinthians x Palmeiras na Neo Química Arena

    Corinthians x Palmeiras na Neo Química Arena (Foto: Marcos Ribolli)

  • Próximos jogos

    O Palmeiras volta a campo já na próxima terça-feira, mas pela Libertadores da América. Às 21h30, visita o Atlético-MG em busca de vaga na final do torneio continental – o jogo de ida foi 0 a 0. Pelo Brasileiro, o Verdão recebe o Juventude no domingo (03/10), às 18h15. Um dia antes, o Corinthians visita o Bragantino às 19h.

  • Uma noite para Róger Guedes

    Ex-jogador do Palmeiras, onde teve rusga com Felipe Melo e relação conturbada com o elenco, Róger Guedes viveu seu quinto Dérbi – o primeiro pelo Corinthians. E foi figura central na partida. Fez dois gols (um deles um golaço!), só não marcou outro porque estava impedido no detalhe e acabou desviando o chute de Gabriel Menino no gol do Palmeiras. Viveu noite memorável.

  • Primeira vez juntos

    Foi a primeira vez em que os quatro principais reforços do Corinthians (Giuliano, Renato Augusto, Willian e Róger Guedes) atuaram juntos. E funcionou. O quarteto se entendeu, tramou boas jogadas, teve apoio luxuoso de Gabriel Pereira e incomodou a defesa do Palmeiras. O lance do primeiro gol de Róger Guedes envolveu três dos quatro: antes da finalização, a bola passou por Renato Augusto e Giuliano.

    Róger Guedes festeja gol do Corinthians contra o Palmeiras

    Róger Guedes festeja gol do Corinthians contra o Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)

  • Primeiro tempo

    Com um time técnico, sem um volante tipicamente caçador (Cantillo substituiu Gabriel, suspenso), o Corinthians teve dificuldades para trabalhar a bola no começo do jogo. O Palmeiras apostou em agressividade: marcação forte e saída rápida. Como consequência, teve a primeira finalização, com Gustavo Scarpa – Cássio defendeu sem sustos. Mas o Timão logo reagiu. Aos dez minutos, Willian fez ótima jogada pela ponta direita e acionou Giuliano, que mandou na área. A bola passou por Renato Augusto, Luan desviou contra, e Weverton teve que se virar para fazer a defesa. O lance mostrou que o Timão estava no jogo. E a prova veio pouco depois. Aos 19, Renato Augusto se livrou da marcação pela esquerda e tocou para Giuliano, que ajeitou para Róger Guedes mandar um chute forte, seco, de primeira: 1 a 0. A desvantagem não fez o Palmeiras melhorar. O Corinthians, mais leve em campo, seguiu tramando bem as jogadas, em geral tabelando por abaixo, aproximando os jogadores. E assim foi tendo chances. Na melhor delas, aos 31, Gabriel Pereira fez fila na marcação na frente da área e mandou chute perigoso, para fora. O Palmeiras deu sinal de vida em uma jogada de bola parada. Dudu cobrou falta para Gustavo Gómez, livre, perder gol feito – de qualquer forma, ele estava impedido. Também por impedimento, Róger Guedes teria frustrado o segundo gol. Em ótimo contra-ataque puxado por Willian, o atacante recebeu um pouco à frente antes de mandar para a rede. Foram detalhes que fariam diferença. Logo depois, Gabriel Menino pegou a sobra de cobrança de escanteio, mandou o chute e viu a bola desviar justamente em Róger Guedes e entrar: 1 a 1.

    Roger Guedes Gustavo Gomez Corinthians Palmeiras

    Roger Guedes Gustavo Gomez Corinthians Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)

  • Segundo tempo

    O Palmeiras voltou para o segundo tempo com Zé Rafael no lugar de Patrick de Paula (muito mal na etapa anterior). E o Corinthians continuou encontrando espaços, especialmente pelos lados. Aos cinco minutos, Willian arrancou pela ponta esquerda, passou pela marcação e mandou o chute, rente à trave. Quase. O jogo correu disputado, com o Corinthians mais sóbrio e o Palmeiras à espreita de uma chance para virar a partida. Mas os lances de gol se tornaram mais escassos. Abel Ferreira, preocupado com o jogo da Libertadores na terça, fez mais duas mudanças: tirou Dudu e Luiz Adriano, colocou Willian e Deyverson. E emendou outra logo depois: Gabriel Veron na vaga de Wesley. Sylvinho reagiu com Du Queiroz e Gustavo Mosquito nos lugares de Renato Augusto e Gabriel Pereira. Mosquito logo teve uma chance. Aos 28, bateu cruzado, forçando Weverton a praticar boa defesa. Zé Rafael respondeu na sequência, ao receber bom passe de Gustavo Scarpa e mandar para fora. O Palmeiras cresceu no jogo e ameaçou outras vezes: em cabeceio de Gabriel Veron, defendido por Cássio, em desvio de Luan na pequena área, para fora, e em chute na trave de Veron, mas que foi anulado por impedimento de Danilo. E aí brilhou Róger Guedes. Aos 38, ele dominou na esquerda, venceu a marcação de Gabriel Menino e mandou no ângulo de Weverton: golaço do craque do jogo, golaço da vitória.

    Fonte: Globo Esporte 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui