Brasil faz 1 a 0 no Marrocos e vai à semifinal do Mundial de Futsal

0
Rodrigo comemora o 1° gol do Brasil com Pito, Dieguinho e Leozinho — Foto: Alex Caparros/FIFA

Um gol solitário de Rodrigo em cobrança de falta no primeiro tempo foi o suficiente para colocar o Brasil na semifinal da Copa do Mundo de Futsal, na Lituânia. Em mais um jogo complicado, com direito a sufoco no fim, a seleção brasileira despachou Marrocos por 1 a 0 pelas quartas de final em partida disputada na cidade de Vilnius. A equipe comandada por Marquinhos Xavier agora pega a Argentina, que eliminou a Rússia nos pênaltis (5 a 4) após 1 a 1 no tempo normal e 0 a 0 na prorrogação.

Brasil e Argentina se enfrentam na quarta-feira às 14h na cidade de Kaunas. A partida pela semifinal terá transmissão da Globo, SporTV e acompanhamento em tempo real do ge. A final será no próximo domingo, dia 3 de outubro.

Marrocos assusta, mas Brasil sai na frente

 

O Brasil começou o jogo buscando o ataque, e, aos dois minutos, o goleiro Khiyari evitou o gol de Ferrão. Aos três, Gadeia recebeu de Ferrão e bateu rente ao poste direito do arqueiro marroquino. Aos cinco, Dieguinho fez jogada individual e bateu prensado na saída de Khiyari. Segundos depois, foi a vez de o Marrocos assustar pela primeira vez. Em linda arrancada pelo meio, Jouad encheu o pé e acertou a trave de Guitta.

Refeito do susto, o Brasil voltou a criar chances com Pito e Dieguinho. Aos 10, enfim, a seleção brasileira conseguiu tirar o primeiro zero do placar. Em cobrança de falta da intermediária, Rodrigo acertou o canto direito de Khiyari. Em desvantagem, Marrocos passou a sair mais para o jogo, e, aos 12, Jouad foi lançado na frente e bateu cruzado. Guitta tirou com o pé.

Gadeia na marcação do marroquino Bakkali — Foto: Alex Caparros/FIFA

Gadeia na marcação do marroquino Bakkali — Foto: Alex Caparros/FIFA

Goleiro-linha ainda no 1° tempo

 

Aos 13, Amazal ganhou de Leozinho e invadiu a área brasileira. Guitta saiu da meta para fazer o corte. Um minuto depois, Bakkali tabelou com Jouad e foi desarmado no momento do chute, cara a cara com o goleiro brasileiro. A dois minutos do intervalo, o Brasil quase ampliou em mais uma cobrança de falta. Dessa vez Rodrigo serviu a Arthur, que bateu para a defesa de Khiyari.

Aos 19, com o Brasil pendurado em faltas, o técnico Dguig Hicham arriscou o goleiro-linha, mas os brasileiros se fecharam atrás, garantindo a vitória parcial com direito a susto no último lance da etapa numa finalização de El Ayyane.

Pressão brasileira

 

O segundo tempo começou com Ferrão colocando Khiyari para trabalhar. Aos dois minutos, foi a vez de Gadeia finalizar rente ao poste. Aos três, Pito avançou pela direita e chutou cruzado. A bola passou na frente do gol e ninguém conseguiu completar. Empolgado, Pito invadiu a área marroquina aos sete. A conclusão pegou em cima de Khiyari. Aos nove, Marlon foi lançado na frente e bateu em gol. O goleiro marroquino conseguiu espalmar pela lateral.

A 10 minutos do fim, a seleção marroquina adiantou a marcação impondo dificuldades ao Brasil. Aos 15, Saoud driblou Rodrigo e soltou a bomba. Guitta defendeu no susto. Um minuto depois, Bakkali desviou de dentro da área e lá estava o goleiro brasileiro mais uma vez. A um minuto do término, Marrocos lançou Raiss El Fenni na posição de goleiro-linha. Só que mais uma vez, a seleção brasileira soube se defender, segurando o resultado e a difícil classificação à semifinal.

Leandro Lino tenta levar o Brasil ao ataque — Foto: Alex Caparros/FIFA

Leandro Lino tenta levar o Brasil ao ataque — Foto: Alex Caparros/FIFA

Marrocos: Khiyari, El Ayyane, Borite, El Mesrar e Bakkali. Entraram: Saoud, Jouad, El Mazary, Amazal, Boumezou, Bouyouzan, Raiss El Fenni e Bouzid. Técnico: Dguig Hicham.

Brasil: Guitta, Rodrigo, Gadeia, Dyego e Ferrão. Entraram: Marlon, Bruno, Leandro Lino, Leozinho, Pito, Rocha, Arthur e Dieguinho. Técnico: Marquinhos Xavier.

Fonte: Globo Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui