Deputados elogiam Programa + Crédito MS e aguardam novo projeto de isenção de ICMS

0

Nesta sexta-feira (10) os deputados estaduais Paulo Corrêa (PSDB), Gerson Claro (PP) e Coronel David (Sem Partido) participaram da solenidade de liberação das operações do Programa + Crédito MS, uma série de investimentos na ordem de mais R$ 800 milhões que visa apoiar os setores mais atingidos pela pandemia.

Na primeira etapa, os empreendedores de pequenos negócios receberam um cheque simbólico no valor do crédito aprovado. Um exemplo dado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na solenidade foi de uma vendedora de hot dog que emprestou em torno de R$ 1mil e terá a carência seis meses para começar a pagar 24 parcelas de R$ 41 fixos – sem juros.

“Na pandemia todo mundo perdeu. Ninguém ganhou. O pior de tudo foram as vidas. Até o dia de hoje foram 9.447 vidas no Mato Grosso do Sul. Parentes, amigos e tivemos que nos reinventar, como Poder Público também. A máquina pública não paralisou. E fizemos isso aqui, o Programa Mais Crédito, que não foi algo fácil de ser criado. Diferentemente de todos os estados que fazem e cobram juros e correção, aqui não. Hoje são quase 10 mil cadastros que vão passar sob análise, para você fazer aquilo que quer na sua atividade empreendedora, sob orientação do Sebrae, que tem expertise. Para nós é uma alegria enorme poder disponibilizar mais um apoio para voltarmos à vida normal”, explicou Azambuja.

Em nome da Assembleia Legislativa, o presidente Paulo Corrêa parabenizou a iniciativa. “Houve o pedido para que pudéssemos estender a mão amiga para quem? Quem gera emprego, quem trabalha e faz. Antes de por isso no Orçamento, manda para a Assembleia aprovar. E fizemos no prazo mais rápido possível para ajudar os empresários. Quero ver qual pai que empresta R$ 30 mil, dá seis meses de carência, parcela e não cobra juros. O Governo está apostando em vocês. Quer que prosperem e se vocês prosperarem transforma na fonte do sucesso a todos, pagam imposto e o Governo pode atender outras famílias mais carentes”, destacou o presidente da ALEMS ao lado do secretário de Insfraestrutura, Eduardo Ridel,  que também elogiou a iniciativa e disse que faz parte de um reaquecimento da economia.

ICMS

Na ocasião, o governador ainda anunciou que irá enviar novo projeto de lei à Assembleia Legislativa para isentar mais um Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), sobre a conta de luz. Segundo Azambuja, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou a taxa sobre escassez hídrica e o Estado irá isentar o ICMS sobre ela.

“Mato Grosso do Sul foi o único estado que isentou o ICMS da bandeira vermelha e agora vai isentar a taxa extra que a Aneel criou. A falta de água não é culpa de ninguém, mas ela existe e impactou no custo da energia elétrica. Encareceu para o nosso empresário, para todos. Vamos abrir mão de R$ 36 milhões para fazer esse dinheiro ficar na mão de vocês”, anunciou.

De acordo com o presidente deputado Paulo Corrêa, o projeto deve chegar na próxima terça-feira e deverá ser colocado em regime de urgência se houver acordo de liderança. “É um governo antenado, vendo que vinha mais uma cobrança e com certeza a ALEMS não vai falhar com Mato Grosso do Sul e vai votar a favor para impactar menos no bolso da população”, finalizou.

*Com informações da assessoria parlamentar.

 

 

Por: Fernanda Kintschner

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui