Casal que participou de roubo a agências bancárias em Miraguaí é preso pela polícia em MS

0
Camila e Misael foram denunciados pelo MP por planejar, preparar e atuar no ataque a duas agências bancárias, em fevereiro de 2017 (Foto: Arquivo pessoal)

O casal que participou de assalto a bancos na cidade de Miraguaí, em 2017, foi detido na tarde desta segunda-feira (09), no estado de Mato Grosso do Sul. Camila Lorenzon Gonzatto e Misael da Silva da Cruz estavam foragidos da justiça.

Eles participaram do assalto às agências bancárias da Sicredi e do Banrisul, na cidade de Miraguaí, em fevereiro de 2017. A prisão ocorreu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela comarca de Tenente Portela.

A ação conjunta teve a participação da Polícia Civil do RS, através das delegacias de polícia de Tenente Portela e Miraguaí, com participação do Centro Integrado de Operações de Fronteira, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e Polícia Federal.

Segundo o delegado de Policia, Roberto Fagundes Audino, ambos respondem a processo por roubo majorado. A prisão ocorreu na cidade de Mundo Novo (MS).

Camila Gonzatto era professora de indígenas na Reserva Guarita. Misael da Silva da Cruz, companheiro dela, é de origem kaingang, que, com uma serra móvel, trabalhava cortando madeira em vários municípios da área das Missões.

Antes dos assaltos cometidos em 2017, Misael já havia sido preso por tráfico de drogas. Também é investigado por extração e venda ilegal de madeira nativa. Ele e Camila estão denunciados pelo Ministério Público Estadual por planejar, preparar e atuar no assalto a agências bancárias em Miraguaí. Misael, na linha de frente, com arma na mão. Camila, aprontando miguelitos – pregos retorcidos usados para furar pneus de viaturas.

Misael é primo do ex-cacique da Reserva Indígen Guarita, Valdonês Joaquim, que está peso, também acusado de participação em roubos.

 

 

 

Fonte: RádioAltoUruguai.com.br

Artigo anteriorJunto do legislativo, prefeito Thalles visita obras no Jardim Ip
Próximo artigoUmuarama: Marido de vítima de triplo homicídio será ouvido na Delegacia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui