Brasiliense vence o Remo e sai em vantagem na final da Copa Verde

0

O próximo jogo entre as equipes, que acontece na próxima quarta-feira (24/02), às 16h, no Estádio Mangueirão

A equipe do Brasiliense Futebol Clube saiu em vantagem nos primeiros 90 minutos da grande final da Copa Verde. Na tarde deste domingo (21/02), o Jacaré bateu o Remo por 2×1, no Mané Garrincha, com gols de Sandy e Aldo. O gol do Leão foi marcado pelo atacante Wallace.

O primeiro tempo foi de total equilíbrio entre as equipes, com o Leão inaugurando o placar, aos 21 minutos. O Jacaré empatou o gol com um golaço de Sandy, aos 32’. A equipe da casa poderia ir para o intervalo com vantagem, mas o VAR, em sua primeira ação no jogo, não marcou pênalti quando Rafael Jansen desviou o chute de Maicon Assis com o braço. Na segunda etapa, Aldo virou o jogo com uma cabeçada, aos 34 minutos.

O Jacaré agora precisa somente de um empate no próximo jogo entre as equipes, que acontece na próxima quarta-feira (24/02), às 16h, no Estádio Mangueirão. Para o Remo conquistar o título, a equipe precisa vencer por dois gols de diferença. Uma vitória remista por um gol levará a decisão para as penalidades máximas.

Primeiro tempo equilibrado
As equipes entraram para o jogo com um ritmo acelerado, transpirando o clima da final. O Leão teve a sua primeira chance logo com um minuto de bola rolando. Chutando de fora, Augusto buscou, sem sucesso, acertar o ângulo esquerdo da meta amarela.

O jacaré respondeu bem, aos seis minutos. No cruzamento de Diogo, Zotti, que emendou o chute de primeira a sobra e acertou a parede da rede pelo lado de fora.

Aos 12’, Marlon cobrou um lateral longo para dentro da área e Lucas Siqueira cabeceou com muito perigo. Aos 21’, Felipe Gedoz achou um espaço dentro da pequena área e serviu na medida Wallace tocar para o fundo do gol. 1×0 para o Remo.

O gol na abalou a equipe amarela, que buscou o empate nos minutos seguintes. Aos 24’, Sandy quase fez um belo gol de bicicleta. Três minutos depois, Aldo bateu rasteiro no canto direito, mas Vinícius caiu para fazer a defesa.

A equipe do Leão teve a chance de fazer o segundo, aos 29 minutos, no chute de fora de Marlon, mas acabou tomando o empate logo na sequência. Sandy carregou pelo meio e bateu de fora no cantinho, sem chances de defesa para o arqueiro remista.

Aos 39’, Hélio cabeceou firme, mas Edmar Sucuri evitou o gol fazendo a defesa com os pés.

VAR entra em ação
O árbitro de vídeo apareceu pela primeira vez no jogo aos 44 minutos. Maicon Assis arriscou para o gol e Rafael Jansen cortou o chute com o braço. O pênalti que no primeiro momento parecia ser claro, não foi marcado após a revisão do VAR, comandado por Gilberto Rodrigues Castro Junior.

Brasiliense se acerta e vira o jogo
O Remo repetiu o bom começo de jogo e teve a primeira chance com um minuto de bola rolando na segunda etapa. Wellington Silva serviu Felipe Gedoz, que acertou a rede pelo lado de fora.

Após a chegada do Leão, o jogo foi dominado pelo Brasiliense. Aos 5’, Peu cobrou uma falta despretensiosa para a área. Vinícius se enrolou para fazer a defesa e a zaga afastou antes que um jogador do Jacaré completasse a sobra para o gol.

Aos 10’, Keynan desviou a cobrança de escanteio e a zaga do Remo tirou a bola em cima da linha. No lance seguinte, foi a vez de Zé Love dividir no alto e cabecear para fora.

O time do Leão despertou no jogo, e criou duas ótimas oportunidades para retomar a frente do placar. Aos 17’, Rafael Jansen finalizou no meio do gol e parou na defesa firme de Edmar Sucuri. Logo depois, aos 24 minutos, Lailson bateu de fora e carimbou o pé da trave.

Os volantes do Jacaré estavam em uma tarde iluminada. Aos 34’, Peu bateu um escanteio perfeito na cabeça de Aldo, que empurrou a bola para o gol virando a partida. 2×1 para o Brasiliense.

Com a ótima vantagem que o Jacaré estava construindo, o remo buscava o empate nos minutos finais. Aos 40’, Miranda rabiscou dentro da área e bateu trava, facilitando a defesa de Edmar Sucuri. Com 44 jogados, Felipe Gedoz bateu de longe, mas sem muito perigo. Aos 49’, Wellington Silva até empatou o jogo, mas o gol foi impugnado pela arbitragem.

Sem mais tempo para reação, o Remo saiu do Mané Garrincha em desvantagem. O Jacaré agora joga por um empate para levantar a taça.

Fonte: Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui