Rueda evita falar sobre Pituca, mas critica proposta do Benfica ao Santos por Lucas Veríssimo: “Um insulto”

0

Presidente eleito do Santos, Andrés Rueda comentou sobre duas negociações em andamento: Diego Pituca com o Kashima Antlers, do Japão, e Lucas Veríssimo com o Benfica, de Portugal.

Rueda evitou falar sobre a oferta de 1,6 milhão de dólares (R$ 8,2 mi) por Pituca, mas criticou a oferta de 6,5 milhões de euros (R$ 41,1 mi) em parcelas anuais por Veríssimo.

“A nossa gestão assume dia 1 de janeiro. Nunca podemos esquecer que nosso presidente Orlando Rollo comanda o clube. Dívidas a curtíssimo prazo, sabe o que tem que pagar. É decisão dele. Ouvi alguma coisa nesse sentido, até que o jogador gostaria de ter uma chance de ir embora. É decisão da atual diretoria, seria até falta de ética opinar se somos a favor ou contra. Nosso presidente lutou tanto para exercer o cargo e tem duas semanas para tomar essas decisões. Não tenho subsídios de valores e condições para dizer se concordo ou discordo. E nesse momento minha opinião nem vem ao caso. É decisão da atual diretoria”, disse Andrés Rueda, à Rádio Ômega Web, sobre Diego Pituca.

“Precisamos sentar com o jogador no momento certo. Ele tem todo o direito de querer o melhor para a carreira dele, mas é uma posição do clube. As propostas do Benfica negadas pelo Conselho eram, no meu entendimento, um insulto ao Santos. Fazer oferta e pagar em cinco ou seis anos? É querer se aproveitar de uma situação que, infelizmente, o clube expôs ao mundo sobre pires na mão. Roupa suja se lava em casa, é interna, não para o mundo. Se não é sempre desvantagem”, analisou o presidente sobre Lucas Veríssimo.

Proposta do Kashima Antlers

Os japoneses oferecem R$ 8,2 mi à vista pela parte dos direitos econômicos do Santos – 50%. A outra metade de Diego Pituca pertence ao Botafogo-SP. O atleta sairia no fim deste ano.

O Conselho Fiscal aprovou a negociação e a venda depende do voto da maioria dos conselheiros em reunião virtual na noite da próxima quinta-feira.

Proposta do Benfica

O Benfica ofereceu € 6,5 milhões (cerca de R$ 41,1 milhões) por Lucas Veríssimo em cinco vezes anuais, com pagamentos previstos até agosto de 2025 e uma parcela antecipada para esse mês de dezembro.

Diante deste cenário, o Santos faria uma antecipação dos recebíveis por meio de uma instituição financeira belga, o que geraria uma taxa entre 5,2% e 5,5% do valor “mais custas”. Somando os pagamentos de 10% ao jogador e 15% ao empresário pela intermediação, o Alvinegro ficaria com cerca de € 3,8 milhões (cerca de R$ 24,1 milhões).

O Conselho Fiscal negou essas condições pelo comprometimento de futuras gestões. Andrés Rueda poderá vender, se assim entender, a partir da virada do ano. A aprovação prévia dos conselheiros só é necessária durante período eleitoral.

 

Fonte: Gazetaesportiva.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui