‘Orgulho do MS’: Paulo Corrêa enaltece UEMS na formatura da 1ª turma de medicina

0

Numa adaptação ao ‘novo normal’ e respeitando protocolos de segurança em saúde, a cerimônia de formatura da primeira turma de medicina da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) aconteceu em sistema Drive Thru, no estacionamento do campus da Capital da instituição, na noite de ontem, quarta-feira (21).

Em discurso aos 47 formandos, oriundos de 15 Estados brasileiros, o presidente da ALEMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), deputado Paulo Corrêa (PSDB), destacou o orgulho de todo Estado na concretização de um sonho de toda sociedade.

“A grande ferramenta de transformação é o ensino. Vocês, formandos, são uma benção para o Mato Grosso do Sul. A UEMS é um orgulho para o nosso Estado!”, disse Paulo Corrêa, que destacou a atuação do ex-reitor da Universidade, Dr. Fábio Edir dos Santos, na concretização do sonho de expansão da instituição, o que incluiu a introdução do curso de medicina.

O atual reitor da UEMS, Láercio Alves de Carvalho, chamou a atenção para o fato de que os acadêmicos desde o início do curso já atuam no Estado, oferecendo atendimento à população. “Temos muitos relatos disso, de casos como de vários secretários de saúde, dos prefeitos, dos pacientes, por onde os acadêmicos passaram pelo interior do estado, no nosso internato regional. O maior legado desse curso de Medicina da UEMS, salvar a vida das pessoas do primeiro ao sexto ano”, frisou.

Representando o governador Reinaldo Azambuja, o secretário de governo do Estado, Eduardo Riedel, chamou a atenção para a formatura e introdução dos novos profissionais no mercado de trabalho acontecer em um ano atípico, de inúmeros desafios impostos pela pandemia.

“vocês tiveram a oportunidade em um convênio entre UEMS e o Governo do Estado com 25 municípios de poderem participar do ‘front’, no dia a dia, nas dificuldades desses municípios  durante o internato regional. Pela dedicação e comprometimento os Municípios agradecem”, destacou Riedel.

De acordo com a UEMS, o curso de medicina, criado no primeiro ano da gestão de Reinaldo Azambuja, teve o total de R$ 1, 5 milhão de investimento feito pelo Governo Estadual nos últimos anos, desde infraestrutura à contratação de docentes, passando pela aquisição dos materiais didáticos, e formou médicos oriundos de 14 Estados do país, sendo a maioria, 16 formandos e formandas, de Mato Grosso do Sul.

O presidente da ALEMS ainda destacou a presença na cerimônia do presidente do Conselho Federal de Medicina, Dr. Mauro Ribeiro, sul-mato-grossense, e que aproveitou a oportunidade para passar uma mensagem de ânimo aos novos profissionais que atuarão nesse período de pandemia.

“Nós já perdemos no Brasil 363 médicos, dezenas de milhares foram infectados com o vírus, mas nós estamos lá a frente, com as equipes multiprofissionais e isso enaltece muito a medicina brasileira. O SUS (Sistema Único de Saúde) se provou neste momento, como um sistema robusto, como um sistema de maior capilaridade do mundo. Nosso país tem 215 milhões de habitantes, 156 mil pessoas morreram até agora, imagine se nós não tivéssemos o SUS! Então todas as vezes que criticarem o SUS nós – médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, profissionais da área de saúde – temos a obrigação de defender o SUS!”, finalizou Ribeiro.

 

Fonte: OLiberalNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui