Justiça diz que Vinicius Siqueira é candidato do PSL, Trutis vai recorrer

0
Trutis e Siqueira brigam pela vaga de candidato a prefeito de Campo Grande - Foto: Arquivo

A juiza da 44ª Zona Eleitoral, Joseliza Alessandra Vanzela Turine, decidiu pelo restabelecimento da candidatura do vereador Vinícius Siqueira (PSL) à prefeitura de Campo Grande.

A decisão, da manhã deste domingo, causa a segunda reviravolta no processo de escolha do candidato do partido à prefeitura. O deputado federal Loester Trutis, também está em campanha para poder comandar o Executivo municipal, e pelo mesmo partido.

“A justiça foi feita. A volta da nossa candidatura tira o sono dos políticos e empresários que vivem da exploração do dinheiro público, afirmou Siqueira”

O deputado federal Loester Trutis promete recorrer da decisão ainda neste domingo. “O recurso já está sendo preparado por nosso corpo jurídico. A gente entendeu que a decisão fere o estatuto nacional do PSL, aonde ele fala que a ata da convenção é soberana e todos os membros têm voto”, argumenta o deputado.

“A gente está muito confiante que em menos de 24 horas o recurso vai ser apresentado, e a decisão vai ser revertida”, acrescenta.

Trutis também afirma que, em meio a disputa na Justiça, continua trabalhando normalmente, como candidato a prefeito.

HISTÓRICO

Siqueira passou todo o período de pré-campanha como o nome do PSL à prefeitura de Campo Grande. Mas na convenção do dia 13 de setembro, a comissão provisória do partido escolheu Truitis como o candidato a prefeito.

Nesta convenção, Siqueira não teve direito a voto, e acusa que na mesma convenção, não foi observada a legitimidade dos integrantes para votar, e que foi contabilizado voto de suplentes.

A comissão provisória do PSL, porém, alega que sua formação foi validada pela executiva nacional do partido, e que o voto secreto encontra previsão no estatuto do partido.

Na segunda-feira (14), um dia depois da convenção, a executiva estadual havia confirmado a dissolução da comissão provisória, ato que teve início no sábado (12). Na ocasião, Siqueira voltou a alegar que era sim o candidato. Trutis, porém, apresentou um parecer da executiva nacional.

A decisão deste domingo, que devolve a candidatura a Siqueira deverá ter outros capítulos, pois Trutis já anunciou que irá recorrer.

APOIO

Perguntado se a guerra judicial é prejudicial ao partido, e se esperava contar com o apoio de Trutis na eleição, Siqueira limitou-se a dizer que conta com Trutis.

Trutis, ao ser perguntado se apoiaria Siqueira, ou se espera contar com o apoio do correligionário, disse: “prefiro aguardar uma decisão final”.

Fonte: CorreioDoEstado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui