Clássico, River na Libertadores e mais: São Paulo inicia sequência de pedreiras pela frente

0

Ainda com desempenho irregular dentro de campo, o São Paulo começa a partir deste sábado, no clássico contra o Santos, uma das sequências mais complicadas da maratona de jogos desde o retorno das competições.

O Tricolor terá uma sequência de cinco partidas contra adversários duros, entre partidas pelo Campeonato Brasileiro e pela Conmebol Libertadores. Às 19h deste sábado, a equipe de Fernando Diniz entra em campo contra um embalado Santos, na Vila Belmiro. O clássico por si só já é, normalmente, um compromisso difícil. Soma-se a isso, o bom momento do Peixe, que vem de duas vitórias seguidas, aproveitando a ótima fase de Marinho.

Na sequência, o São Paulo muda o foco para o retorno da Libertadores, já que recebe o River Plate na próxima quinta-feira, às 19h, no Morumbi. O duelo será válido pela terceira rodada do Grupo D, que tem as quatro equipes empatadas com três pontos. O que as diferencia na tabela é apenas o saldo de gols, que deixa o Tricolor na segunda colocação, enquanto os argentinos aparecem na liderança.

Se o São Paulo entrará em campo em meio a uma maratona de jogos, o River Plate fará a sua primeira partida desde que as competições foram paralisadas pela pandemia da covid-19. As competições na argentina não foram retomadas, e a equipe de Marcelo Gallardo realizou apenas treinamentos, sem compromissos oficiais até aqui.

Depois disso, o São Paulo ganha folga no Campeonato Brasileiro, pois teve o seu jogo da 11ª rodada antecipado, quando venceu o Athletico-PR no Morumbi por 1 a 0. Por isso, volta a campo apenas no dia 22, terça-feira, quando viaja até Quito, no Equador, para reencontrar a LDU. O Tricolor venceu bem os equatorianos por 3 a 0 antes da parada, mas desta vez terá a dificuldade da altitude de 2.850m.

O Tricolor volta ao Brasil e já no dia 26, domingo, terá compromisso contra o Internacional, que atualmente lidera a tabela do Campeonato Brasileiro. Neste meio-tempo, os colorados também terão compromisso pela Libertadores, mas a equipe de Eduardo Coudet tem apresentado um dos desempenhos mais sólidos do futebol nacional desde que as competições foram retomadas.

Para fechar o mês e a sequência de pedreiras, no dia 30, Fernando Diniz e seus comandados voltam a enfrentar o River Plate, desta vez na Argentina, pelo torneio continental. Será a penúltima partida da fase de grupos, e tem tudo para ser decisiva visando a classificação para as oitavas de final.

Com tudo isso na balança, somado aos desfalques que terá pelo caminho, Diniz ainda não decidiu se irá poupar alguns jogadores para o duelo deste sábado contra o Santos. O treinador disse que ainda estuda essa possibilidade, pensando na regularidade da equipe.

 

Fonte: FoxSports

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui