Governo prorroga repasse de quase R$ 700 mil para atletas no Estado

0

Jovens contemplados pelo programa Bolsa Atleta em 2020 (Foto: Divulgação)

Foi prorrogado por mais seis meses o pagamento de bolsas pagas pelo governo estadual para atletas e técnicos a partir deste quinta-feira (20) em todo o Mato Grosso do Sul. Conforme decreto, o “Bolsa Atleta” tem aporte mensal de R$ 112 mil, e o investimento total representa montante de aproximadamente R$ 672 mil.

Os recursos vêm do FIE (Fundo de Investimentos Esportivos) e são administrados pelo Cogeb (Comitê Gestor da Bolsa Atleta e Bolsa Técnico) da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul). Quem for contemplado, começará a receber pagamento a partir de setembro deste ano, que vai até fevereiro de 2021.

De acordo com nota publicada pela Fundação, a prorrogação considera o “cenário esportivo diante da pandemia do novo coronavírus”, já que treinos e práticas esportivas vão de encontro às medidas sanitárias de prevenção à disseminação da covid-19.

A medida também tem por objetivo amparar atletas e técnicos que seriam prejudicados pelo período de tramitação da lei de concessão da Bolsa, que será alterada devido a um aumento no aporte financeiro destinado ao setor.

“Com o dobro do recurso disponibilizado, a lei da Bolsa está sendo alterada, estabelecendo novos critérios e categorias de concessão. Devido ao trâmite de análise jurídica do projeto, haveria uma interrupção do pagamento até fevereiro, quando começaríamos a pagar conforme esse novo modelo […]”, explica o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, na nota publicada pela assessoria de imprensa da instituição.

O projeto de alteração da lei está em análise pela Conleg (Consultoria Legislativa do Estado) e deve ser encaminhado à Assembleia Legislativa para aprovação.

Contemplados – Dentre 170 atletas contemplados pelo benefício, mais da metade (100) são da categoria estudantil – aqueles que tenham tenham participado de eventos nacionais estudantis, e recebem R$ 381,19 mensais.

O programa também contempla 50 desportistas com participação em torneios nacionais, e outros 20 atletas da categoria “pódio complementar”, aqueles com vínculo ao Bolsa Atleta do governo Federal. Ambos recebem R$ 871,29 por mês.

Outras 20 bolsas são destinadas a técnicos, sendo 10 de nível escolar, recebendo R$ 544,56, e outros 10 de nível nacional, com repasse de R$ 816,84. Informações da assessoria de imprensa da Fundesporte reforçam que Mato Grosso do Sul é o primeiro Estado do país a oferecer auxílio financeiro ao professor formador e treinador de atletas, por meio do programa Bolsa Técnico.

 

Fonte: Campograndenews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui