9 de agosto de 2020
Início Esportes Após ‘não’ ao Tianjin Teda por Deyverson, Palmeiras e estafe contam com...

Após ‘não’ ao Tianjin Teda por Deyverson, Palmeiras e estafe contam com ‘boa imagem’ do centroavante por novo vínculo

0
A novela Deyverson segue viva no Palmeiras e ainda distante de um capítulo final. O FOXSports.com.br trouxe a informação na última terça-feira (30 de julho) que o estafe do atleta e o Verdão recusaram uma oferta do Tianjin Teda, da China.Clique aqui e confira todos os detalhes da reportagem.

Apesar das dificuldades financeiras do Palmeiras e também da indefinição por parte de muitos times europeus, o clube paulista estuda aceitar uma nova proposta de empréstimo caso o centroavante receba. O FOXSports.com.br apurou com fontes ligadas ao clube que o Palmeiras aceitaria um novo negócio nos moldes semelhantes ao realizado com o Getafe, da Espanha.

O FOXSports.com.br apurou que Deyverson tem uma imagem muito positiva para com os clubes em três setores: Espanha, China e os países árabes. Com isso, o estafe do atleta busca novos clubes fora do Brasil e existe uma confiança grande para que aconteça um acerto do centroavante com um novo time.

Em apuração com fontes ligadas ao Palmeiras, o FOXSports.com.br obteve a informação de que a prioridade do atacante e de seu estafe é a permanência no futebol europeu. A única chance do atleta retornar ao Verdão é após todas as opções de mercado internacional não derem certo, algo tratado quase como que ‘impossível’ pelo estafe do atleta e também pela diretoria do Alviverde.

no final de junho, O FOXSports.com.br confirmou com fontes ligadas ao Palmeiras que o vínculo de empréstimo com o Getafe não seria prorrogado. O FOXSports.com.br informou ainda que o Palmeiras e o estafe do atleta trabalham para encontrar um novo clube ainda na Espanha para Deyverson. Os espanhóis seriam obrigados a contratá-lo em definitivo caso ele marcasse nove gols e participasse de mais da metade dos jogos. A pandemia do novo coronavírus atrapalhou o desempenho do palmeirense na Europa e a crise financeira que os azulones atravessam inviabilizaram uma prorrogação do empréstimo ou aquisição. O Palmeiras pedia 5,4 milhões de euros, mais de R$ 30 milhões, para o negócio.

Fonte: FoxSports/Daniel Bocatto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui