Parceria da ALEMS e entidades garante a entrega de 40 mil protetores faciais

0

Protetores entregues hoje serão destinados a servidores da Casa de Leis

Foto: Wagner Guimarães

Parceria firmada entre o Poder Público e a sociedade civil, por meio do Projeto Corona Vidas, está garantindo a destinação de mais de 40 mil protetores faciais, os chamados face shields, a entidades, comunidades indígenas e trabalhadores que estão na linha de frente de combate ao coronavírus em Mato Grosso do Sul. Na manhã desta quarta-feira (8), mais uma entrega simbólica dos equipamentos foi realizada durante a sessão plenária, presidida pelo 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), Eduardo Rocha (MDB).

Deputado Eduardo Rocha já faz uso de um escudo facial

Além do parlamentar, participaram do ato os deputados Herculano Borges (Solidariedade), 2º secretário da Casa de Leis, e Lidio Lopes (PATRI), que também é vice-presidente na região Centro-Oeste da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), uma das entidades parceiras do Corona Vidas.

“É um projeto de grande envergadura, tendo em vista a escala industrial para a fabricação dos face shields, visando atender os 79 municípios de Mato Grosso do Sul”, destacou Lidio.

O defensor público-geral do Estado, Fábio Rogério Rombi da Silva, destacou a importância da parceria entre as instituições. “A soma de esforços multiplica as ações. Quando vários setores da sociedade se juntam, a capacidade de produzir algo de útil é ampliada”, disse.

Segundo ele, como foi possível estender a produção dos protetores, a distribuição também foi ampliada e, hoje, foram entregues os equipamentos a servidores da ALEMS. “Embora as sessões estejam sendo virtuais, têm profissionais atuando no prédio e é importante que eles estejam protegidos. Portanto, procuramos ampliar para os mais diversos setores e comunidades”, explicou Fábio Rombi.

O pró-reitor da Unigran, Vinícius Soares de Oliveira, lembrou que é necessário garantir a segurança dos trabalhadores que precisam continuar com suas atividades mesmo durante a pandemia. “Precisamos oferecer segurança para que os profissionais trabalhem e o restante da população consiga fazer o isolamento. Como instituição de ensino, é importante que os acadêmicos participem de ações como essas e, que dentro dos seus núcleos, promovam outras que cheguem até a população”, disse o pró-reitor da instituição de ensino, uma das parceiras do projeto.

Na última segunda-feira (6), o deputado Professor Rinaldo (PSDB) representou a Casa de Leis durante a entrega de protetores faciais produzidos pelo projeto em Dourados (saiba mais clicando aqui). Os equipamentos de proteção individual foram doados à Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Geralmente, os escudos faciais são usados ​​em conjunto com máscaras, impedindo que gotículas de saliva cheguem ao rosto e dificultando que os trabalhadores toquem na face. Eles são duráveis, podem ser limpos e reutilizados repetidamente.

União de esforços

A rede de solidariedade Corona Vidas é composta, em Mato Grosso do Sul, por mais de 20 instituições e empresas parceiras que trabalham de forma colaborativa, com o objetivo de produzir e doar protetores faciais a profissionais da saúde e também a outros setores de amplo contato com o público ou de maior risco de contaminação. Para conhecer o projeto e as instituições parceiras, clique aqui.

*Texto alterado às 17h39, de 08.07.20, para acréscimo de informações. 

Por: Heloíse Gimenes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui