Governo classifica Naviraí, Itaquiraí, Mundo Novo, Iguatemi e Juti com bandeira de “risco elevado” do coronavírus

0

Naviraí está com bandeira vermelha/Foto: Divulgação/Prefeitura de Naviraí

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) exemplificou nesta terça-feira (30) como vai funcionar o sistema de monitoramento da situação epidêmica do coronavírus (Covid-19) nas quatro macrorregiões e também especificamente em cada município.

No primeiro quadro apresentado atribuindo a cada parte do Estado as classificações elaboradas em parceria com a Opas (Organização Pan-Americana de Saúde), Naviraí, Itaquiraí, Mundo Novo, Iguatemi, Juti e Dourados aparecem com bandeira vermelha, considerada como de alto risco.

O sistema vai subsidiar recomendações para contenção da doença em Mato Grosso do Sul. Em cidades com bandeira vermelha, como é o caso de Dourados, as prefeituras são orientadas a realinhar o fluxo de regulação de leitos de UTI e de transporte; expandir a capacidade de leitos de UTI; reforçar barreira sanitária, além de reduzir mobilidade da população.

Dourados está a um passo da bandeira preta, nomeada de “risco extremo”. Nesta classificação o poder público é orientado a tomar atitudes mais enérgicas como assegurar o distanciamento social efetivo, também chamado de “lockdown” e melhorar a infraestrutura de atenção a saúde.

O bandeiramento referente a situação do coronavírus entre os dias 19 e 26 de junho mostram ainda que, tirando os nove municípios que ainda não apresentaram contaminação do vírus, os restantes figuram com bandeira vermelha ou laranja, a segunda considerada como de “risco médio”.

O sistema classificatório elaborado como parte do programa “Prosseguir” do Governo do Estado tem como base indicadores com pesos específicos, como taxa de ocupação de leitos de UTI, localização geográfica, disponibilidade de equipamentos, entre outros.

Falaram sobre o assunto durante a live o secretário de Estado Saúde Geraldo Resende Pereira e Eduardo Corrêa Riedel, secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul.

Detalhes podem ser observados nos quadros abaixo: 

 

Fonte: JornalDoConesul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui