MS é o Estado com a menor quantidade de pessoas infectadas com coronavírus em todo país

0
Relatório divulgado pelo Ministério da Saúde. (Foto: Divulgação)

Relatório divulgado pelo Ministério da Saúde. (Foto: Divulgação)
Mato Grosso do Sul é o Estado com o menor número de casos confirmados do novo coronavírus no país. São 283 pessoas infectadas, muito abaixo de outros estados como o Rio de Janeiro (12.391) e o campeão São Paulo (34.053), conforme o relatório apresentado pelo Ministério da Saúde, nesta terça-feira (5), dia em que o Brasil teve o maior número de mortes, 600, e chegou a 114.715 casos confirmados.

O bom resultado do Estado, se deve a adoção do isolamento social e outras medidas de prevenção estimuladas pelo governo, como o uso de máscaras e álcool gel. Para o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o bom desempenho de Mato Grosso do Sul,  mesmo em meio a crise causada pela pandemia, é fruto do trabalho desenvolvido pelo Coe-MS (Centro de Operações Especiais contra o Coronavírus), que desde janeiro tem pautado as ações de combate ao novo vírus.

“Estamos vivendo duas crises: uma de saúde e a outra econômica, que também estamos lidando. Mas desde o começo a nossa maior prioridade foi e continua sendo a de salvar vidas. Estamos seguindo as orientações do nosso Centro de Operações Especiais contra o Coronavírus, da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e dos infectologistas e agindo com muita responsabilidade. Não podemos relaxar. Economia é possível recuperar, vidas não”, afirmou.

Apesar do sucesso das medidas implantadas, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, afirma que a população deve continuar tomando os cuidados para evitar o contágio.  “O isolamento social é a maneira mais eficaz de evitar a proliferação do vírus e evitar o colapso do sistema de saúde. Não é hora de relaxar. A população tem que continuar atenta”, conclui.

Além das medidas para evitar as aglomerações como o fechamento de parques, o governo de Mato Grosso do Sul instituiu 13 controles sanitários nas divisas com outros estados. As fronteiras com Bolívia e Paraguai também estão fechadas e os recessos da rede estadual de ensino e da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), antecipados.

 

 

Fonte: Campograndenews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui