Dengue continua sendo preocupação do Governo de Mundo Novo e já ultrapassa os 150 casos no município

0

Várias notificações de limpeza em casas e terrenos foram feitas e acatadas pelos moradores

A Dengue continua sendo um problema e causa de muita ação e preocupação do Governo de Mundo Novo. Os agentes de Endemias estão realizando aplicação de ‘veneno’ nas últimas semanas e o agente Maicon Martins já notificou cerca de 20 imóveis nos últimos 20 dias.

Segundo o coordenador municipal de Endemias, Adair Martins, o resultado vem sendo positivo, já que todos atenderem o prazo da notificação e não foi necessária a geração de multas nos locais.

O agente Leandro Camargo explicou que os trabalhos de averiguação de áreas de risco, notificações e resultados podem ser vistos na página da Endemias no facebook (https://www.facebook.com/endemiasmundonovo/).

SECRETARIA DE SAÚDE ATUALIZA DADOS

A Secretaria Municipal de Saúde atualizou os dados, na última sexta-feira (27) sobre os casos confirmados, descartados e em avaliação.

Confirmados até o momento foram 160 casos de dengue, com uma morte por dengue hemorrágica. Quarenta e três casos foram descartados e outros 153 estão esperando resultado do Laboratório central de saúde (Lacen-MS).

Os exames pelo Lacen demoram de 30 a 60 dias para o resultado, ainda mais com toda problemática dos exames de coronavírus atual. “Os resultados por laboratórios particulares nos ajudam a alimentar o sistema mais rapidamente”, explicou o servidor ‘Japa da Saúde’.

Texto: Jandaia Caetano/Semcos
Fotos: Coordenadoria Municipal de Endemias
Banner: Comuniart

Imagem de terreno notificado e posteriormente limpo; de servidor com máquina costal jogando veneno contra o aedes aegypti; e banner com informações de como combater os criadouros para o mosquito.

Artigo anteriorPrefeitura de Amambai alerta população sobre continuidade do Toque de Recolher
Próximo artigoRespeitando decreto municipal, Infraestrutura continua obra no Ginásio de Esportes de Mundo Novo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui