Barbosinha comemora redução de pedágio após solicitações parlamentares

0

Redução foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira

Por: Fernanda Kintschner   Foto: Luciana Nassar

A partir de 30 de novembro a cobrança de pedágio na BR-163 em estradas de Mato Grosso do Sul deverá ter o preço reduzido por determinação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) à CCR MSVias, concessionária da rodovia. A informação foi comemorada pelo deputado Barbosinha (DEM), que subiu à tribuna durante sessão desta quinta-feira (28), para ressaltar o benefício à população, após tantas cobranças do Parlamento Sul-mato-grossense.

“Fizemos audiência pública, vários deputados falaram em tribuna e cobramos intensamente para o cumprimento do contrato de concessão. Sabemos que ainda falta a continuidade da duplicação, a retomada das obras de acesso, viadutos, enfim, a luta continua, mas a determinação da redução devemos comemorar”, ressaltou Barbosinha.

Os valores foram divulgados pela ANTT em Diário Oficial da União, com redução média de 53,94%, com diferenciações por cada uma das nove praças existentes na BR-163 – confira todas aqui. O deputado havia subido na tribuna anteriormente para questionar o pedido da concessionária em reduzir o pedágio ao longo de 25 anos, fato que foi negado pela ANTT, que determinou a redução já neste mês. “Agora queremos o cumprimento do contrato na integralidade”, resumiu o líder do Governo.

Cabo Almi (PT) comemorou a medida. “É uma conquista dessa Casa de Leis. Várias audiências foram feitas e parecia que era uma causa impossível, mas chegou a resposta ao povo e mais uma vez esse Legislativo discutindo matéria de âmbito federal, sabendo da competência, mas que sem o esforço de todos não teria essa redução. Esperamos a duplicação, pois sabemos da importância dessa BR duplicada, para que o usuário seja de fato atendido”, finalizou. A CCR MSVias ganhou concessão em 2014 para investir por 30 anos nos 843 quilômetros que cortam o estado de Norte a Sul.

Artigo anteriorDeputados devem votar dez projetos na última sessão ordinária deste mês
Próximo artigoProjeto prevê reserva de vagas na UEMS para candidatos residentes no Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui