Rotary exalta poder de mobilização da Assomasul na campanha de vacinação

0
Rotary e Assomasul durante a reunião (Foto: Edson Ribeiro)

Willams Araújo

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, recebeu na manhã desta terça-feira (22), em seu gabinete, o governador do Rotary Distrito 4470, Antonio E. Caballero Sena, e o presidente do Rotary Club Campo Grande, Lucimar Lacerda.

Acompanhados pelos médicos Hélio Mandetta, pai do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e Glória Caballero, esposa do governador do Rotary, vieram agradecer a participação da entidade durante a campanha nacional de vacinação contra o sarampo.

Antonio E. Caballero e Lucimar destacaram o poder de mobilização da entidade que envolveu os 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

Em Mato Grosso do Sul, a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente foi aberta no dia 7 de outubro.

No último sábado (19), aconteceu em todo país o Dia de Mobilização Nacional, Dia D.

“Viemos aqui agradecer essa importante parceria. O Rotary tem interesse de fazer essa conexão com todos os municípios do Estado, estamos dispostos a trabalhar com as prefeituras. Para nós é salutar esse trabalho conjunto, trabalhar pela comunidade”, colocou o governador do Rotary, referindo-se também a outras mobilizações de interesse público na área de saúde que venham a ser intensificadas no futuro.

Em sua fala, Lucimar fez questão de destacar a atuação da Assomasul no trabalho de divulgação do evento, que disponibilizou o seu site oficial, as redes sociais, como Face Book, Twitter e Instagran, além da distribuição de releases à imprensa estadual.

Ele considerou a Assomasul e a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) como os dois mais importantes parceiros estratégicos no papel de difundir a campanha de vacinação contra o sarampo por envolver os 79 municípios do Estado.

Lucimar também fez boas referências a todas outras instituições, repartições públicas e entidades de classe que se dedicaram em mostrar à sociedade a importância na atualização da caderneta nacional de vacinação.

O presidente do Rotary Clube de Campo Grande considerou a campanha bastante produtiva a partir da dedicação de todos e adiantou que a ideia é promover mobilização semelhante relacionado à vacinação contra a Zika Vírus.

Ao elogiar o empenho da imprensa, enfatizou:“Foi um momento muito importante para a sociedade, boi bacana porque sensibilizou a todos. A nata da comunicação de todos os parceiros está aqui no nosso grupo de Whatsapp e teve papel fundamental”, destacou”, Lucimar.

Além de colocar a Assomasul à disposição, Caravina observou que esse trabalho foi amplamente discutido na assembléia-geral de prefeitos ocorrida no último dia 16, no sentido de levar o movimento para todos os municípios.

“A função da Assomasul é auxiliar os municípios em todas áreas, e essa parceria nossa foi incentivada na nossa assembléia-geral e, com certeza, vai dar um resultado importante, porque esse trabalho do Rotary de abrir os olhos, de fazer essa divulgação, porque as vezes as coisas passam despercebida. O governo faz a parte dele colocando as campanhas, mas ninguém se envolve diretamente. Acho que quando um clube de serviço, como o Rotary, toma a frente e mostra a importância disso, vai pegando corpo, a própria sociedade mostrando a necessidade, a coisa acontece, E o papel das prefeituras é esse. Acho que a gente vai conseguir ajudar bastante, apoiar bastante, incentivar essa população a se conscientizar”, acrescentou ele, ao agradecer os elogios dos rotarianos.

Artigo anteriorTrutis não assina lista de Eduardo e diz não ver sentido na briga do PSL
Próximo artigoDeputados debatem possibilidade de instalar CPI da Energisa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui