CBF vai pedir à Fifa que obrigue clubes a liberar atletas sub-20 e sub-17 para seleções

0
Renier Talles Magno Brasil Paraguai amistoso sub-17 julho — Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A CBF vai levar duas reivindicações para a próxima reunião do Conselho da Fifa, a ser realizada daqui a duas semanas em Xangai:

  • A inclusão no calendário da Fifa dos compromissos das seleções de base (sub-23, sub-20 e sub-17);
  • O reconhecimento em outros mercados (sobretudo na Europa) das licenças para técnicos concedidas no Brasil.

A primeira medida tem um objetivo bem definido: obrigar os clubes (de qualquer parte do mundo) a liberarem seus jogadores dessas idades quando forem convocados para amistosos ou torneios entre seleções nacionais. Hoje, essa obrigação só vale para amistosos e torneios das seleções principais.

A CBF vem enfrentando resistência dos clubes. No Brasil, Vasco e Flamengo protestaram contra as convocações de Talles Magno e Reinier para o Mundial Sub-17. Pelas regras da Fifa, os clubes não seriam obrigados a liberar os atletas — mas acabaram chegando a um acordo com a confederação.

Fora do Brasil, a resistência é ainda maior. A CBF já sabe, por exemplo, que terá problemas para a liberação de Rodrygo e Vinícius Jr, jogadores do Real Madrid, para a disputa do Pré-Olímpico em janeiro. Na Fifa, a avaliação é de que a proposta da CBF tem poucas chances de ser aprovada, justamente por causa da resistência dos clubes europeus.

As duas propostas serão analisadas na reunião de Xangai. Mesmo que as ideias tenham o apoio da maioria do Conselho, o caminho até sair do papel não é simples. Geralmente, os projetos passam por várias comissões internas até serem implementados.

Fonte: Globo.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui