Secretaria de Desenvolvimento Econômico já expediu mais de 800 carteiras de trabalho em 2019 em Amambai

0
Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEDES) está comemorando os índices positivos do setor de emissão de documentos. No mês de agosto, o departamento, que tem como responsável a servidora Janaina Gouveia Garcia, alcançou o recorde de emissão de Carteiras de Trabalho, com mais de 800 unidades expedidas.

A carteira de trabalho e previdência social (CTPS) é um documento fundamental para qualquer trabalhador. Assim como o RG, o CPF, o título de eleitor, a CTPS é um documento pessoal e intransferível.

O documento é obrigatório para toda pessoa que venha prestar algum tipo de serviço à outra pessoa. Seja na indústria, no comércio, na agricultura, na pecuária ou mesmo de natureza doméstica (Decreto nº 21.175, de março de 1932 e Decreto nº 22.035, de 29 de outubro de 1932). A CTPS é hoje, um dos únicos documentos a reproduzir com tempestividade a vida funcional do trabalhador, garantindo assim, o acesso a alguns dos principais direitos trabalhistas como: seguro desemprego, benefícios previdenciários e FGTS.

Os jovens maiores de 14 anos e adultos que ainda não possuem o documento e desejam fazer a primeira via gratuitamente, devem procurar a Secretaria entre as 7h e às 13h, de segunda a sexta-feira. São necessários os seguintes documentos originais: comprovante de endereço; de referência; RG ou certidões de casamento e nascimento; CPF e Título de Eleitor, se portador.

Oportunidades

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEDES) também conta com um balcão de empregos. De acordo com a responsável, Eber Nunes, para efetuar o cadastro é necessário comparecer na Secretaria, munido dos documentos e do curriculum vitae. O horário de atendimento também é de segunda a sexta-feira, das 07h às 13h.

Fonte: Bruna Corrêa

Artigo anteriorAssomasul aposta na reforma tributária para melhorar situação das prefeituras
Próximo artigoCaravina diz que eventuais mudanças no Fundersul deixarão municípios precários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui