Operário busca empate heróico com União e mantém chances de classificação no Brasileiro

0
Com empate em Rondonópolis, Operário precisa vencer último jogo e torcer por resultados favoráveis (Foto: Odair Martimiano/Esporte MS)

Time mato-grossense abriu 2 a 0, mas regis Wenzel marcou o gol do empate no último lance em Rondonópolis

O Operário FC não venceu em Rondonópolis, mas segue respirando na Série D do Campeonato Brasileiro graças à um gol aos 51 minutos do segundo tempo. Neste sábado (1), o Galo visitou o União-MT e, depois de estar perdendo por 2 a 0 até a reta final do jogo, buscou o empate em 2 a 2 e manteve chances matemáticas de classificação para segunda fase. Regis Wenzel marcou o gol de empate no último lance da partida e os jogadores operarianos ainda saíram de campo reclamando de uma possível penalidade que poderia ter valido o empate antes dos 45 minutos.

O primeiro tempo no Estádio Luthero Lopes começou com o União mais perto do gol. Goteira quase abriu o placar logo aos quatro minutos, mas concluiu cruzamento do lateral Gil Mineiro. Aos 16 a jogada se repetiu, mas pelo alto e Goteiro mais uma vez errou o alvo. No lance seguinte, Vinicinho bateu da entrada da área, mas acertou a rede pelo lado de fora. A primeira chegada do Operário foi aos 23 minutos em chute de Fernandinho de fora da área, mas sem direção. O União ainda teve mais uma chance com Goteira, mas o primeiro tempo terminou sem gols.

Depois do intervalo o jogo ganhou em intensidade e emoção. O primeiro gol do jogo saiu logo aos três minutos em bela jogada de Rafael Ratão pela esquerda. O lateral avançou desde o meio campo sem dificuldades e cruzou rasteiro para Kalil, livre na área e com a defesa operariana perdida, deslocar o goleiro Jota. O empate quase aconteceu no minuto seguinte, mas Coruja cabeceou para fora cruzamento na medida de Juninho Pavi. Aos 26 veio o segundo gol do time da casa, mais uma vez com jogada pelo lado esquerdo. Marcelinho bateu cruzado da entrada da área, a zaga não cortou e Vinicinho, livre, empurrou para o gol, fazendo 2 a 0.

A reação do Operário começou aos 36 minutos. Primeiro em chute de Igor defendido por Neneca. No lance seguinte, Igor foi derrubado por Gil Mineiro na meia lua da área. Na cobrança, Julio Cezar acertou o ângulo esquerdo de Neneca, sem chance de defesa, diminuindo a diferença. O gol empolgou o time campo-grandense que passou a mandar no jogo e o empate quase saiu aos 43. Dill fez bela jogada pela esquerda e bateu cruzado, Neneca deu rebote e a bola sobrou para Regis Wenzel que deslocou o goleiro, mas acertou o corpo do zagueiro na linha do gol. O atacante ficou reclamando de toque no braço, mas o gaúcho Jonathan Benkenstein Pinheiro não marcou pênalti. O lance não desanimou o atacante e, aos 51 minutos, no último lance, Juninho Pavi cobrou falta perfeita na cabeça de Wenzel, que desviou para empatar o jogo em 2 a 2 e manter o Galo vivo no Brasileiro.

Grupo A11

Com o empate, o Operário agora tem cinco pontos e segue na última posição da chave. O união tem sete pontos e divide a liderança com o Patrocinense-MG. Na segunda-feira (3), o time mineiro recebe a Anapolina-GO, fechando a quinta rodada.

Na última rodada, o Operário recebe o Patrocinense e, para avançar, torce por empates nos jogos dos outros times, precisa vencer e torcer para que pelo menos dois times com a segunda posição não façam campanha melhor.

Com empate em Rondonópolis, Operário precisa vencer último jogo e torcer por resultados favoráveis (Foto: Odair Martimiano/Esporte MS)

Fonte: GazetaMS

Artigo anteriorCorumbaense supera problemas e goleia Sinop pela Série D do Brasileiro
Próximo artigoTecnologia da Informação: Detran-MS explica como obter a CNH e CRLV digital no mesmo aplicativo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui