Gastos com servidores se aproximam de R$ 5,1 bilhões e MS continua acima do limite prudencial

0

O Governo de Mato Grosso do Sul, continua acima do limite prudencial com gastos de servidores públicos e comissionados e a despesa total é de R$ 5.098.255.088,75. As contas do 1º quadrimestre do ano, foram divulgados no DOE (Diário Oficial do Estado) desta quinta-feira (30).

Os números estavam sendo aguardados pelo governo e demonstram estar 0,66% acima do limite prudencial. De acordo com a tabela, a prudência para gastos com pessoal tem limite de R$ 5.026.789.623,55 e 46,55%. O governo está em 47,21%.

O limite de alerta é de R$ 4.762.221.748,63 e 44,10%, o que mostra que os gastos estão bem além disso. Ainda segundo a tabela, o índice máximo de despesa com o salários de servidores não pode passar de 49%, o que em reais totalizam R$ 5.291.357.498,48.

A receita corrente líquida ajustada do governo estadual é de R$ 10.798.688.772,40.

Em maio do ano passado, os servidores estaduais tinham um custo líquido de R$ 480.237.899,55. Em dezembro de 2018, os gastos foram de R$ 554.494.066,70, valor bem acima devido às gratificações natalinas.

De janeiro a abril, esses custos foram caindo: no primeiro mês do ano, os servidores custaram aos cofres públicos R$ 475.579.045,61, baixando para R$  390.517.543,85 em fevereiro; R$ 402.450.706,70 em março e em abril, R$ 380.730.482,84.

Nos últimos 12 meses, o Governo de Mato Grosso do Sul teve despesa  líquida com pessoal de R$ 5.015.772.099,78.

Fonte: MidiaMax

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui