Após desistir de extinguir secretaria indígena, Mandetta indica titular

0
Sílvia Waiãpi participou da equipe de transição do governo Bolsonaro (Foto/Reprodução: Facebook)

A Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou pelas redes sociais a militar indígena Sílvia Nobre Waiãpi será a próxima titular da Sesai (Secretaria Especial da Saúde Indígena). De acordo com o jornal O Globo, Sílvia é fisioterapeuta, militar e participou da equipe de transição do governo Jair Bolsonaro. No Twitter, Damares comemora e parabeniza a indicação do nome, feita por Mandetta. (veja vídeo)

Logo após a intensificação dos protestos, Mandetta anunciou que a Sesai não seria extinta. Atualmente, a secretaria coordena 34 Dseis (Distritos sanitários indígenas), que cuidam de 765 mil índios de 305 etnias espalhadas pelo país.

Além de ser segunda tenente, Sílvia tem um passado como atriz. Seu último trabalho na televisão foi como Domingas, a empregada da casa do protagonista Cauã Reymond na série “Dois irmãos”, de 2015.

Antes disso, Silvia já tinha trabalhado em “Uga uga”, de 2000, onde ficou famosa como a Índia Crocoká, que contracenava com Marcos Pasquim. Ela mantinha um blog no qual escrevia poesias e em sua descrição no Facebook, ela diz: “Eu sou a onça que caça e sangra… Aquela que rola no chão sem medo enquanto a caça se debate!”.

Artigo anteriorProdução de etanol cresce 24,5% e coloca MS em 3º no ranking nacional
Próximo artigoEm decisão unânime, 5ª Turma do STJ mantém condenação de Lula e reduz pena

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui