Caravina diz que governo federal demonstra ter compromisso com os municípios

0

Willams Araújo

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, aproveitou a presença dos ministros Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional) e Tereza Cristina (Agricultura) em ato na tarde desta quinta-feira (4), na entidade, para dizer que o governo do presidente Jair Bolsonaro demonstra que tem realmente compromisso com os municípios brasileiros.

Os ministros participaram da cerimônia de formalização de contratos e repasses de recursos como parte do Programa Avançar Cidades — Mobilidade Urbana, com os municípios de Sonora, Paraíso das Águas e Ponta Porã e de seleção de propostas apresentadas pelas prefeituras de Antônio João, Aquidauana, Aral Moreira, Bonito, Ivinhema, Maracaju e Naviraí.

Eles estavam juntos na mesa de autoridades com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e com os senadores Simone Tebet (MDB-MS) e Nelsinho Trad (PSD-MS), além de representantes da Caixa Econômica e com o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD).

“É uma demonstração de que o governo do presidente Jair Bolsonaro realmente tem compromisso com os municípios brasileiros. Que aquele discurso, durante a campanha, de que nós iríamos trabalhar menos Brasília, mais Brasil, não é só um discurso, é sim uma vontade do governo, e isso demonstra com a presença de vocês aqui”, enfatizou o dirigente, acrescentando ser motivo de orgulho recebê-los na casa dos prefeitos.

Em seu discurso, Caravina agradeceu também a presença dos deputados federais Rose Modesto (PSDB-MS), Beto Pereira (PSDB-MS), Luiz Ovando (PSL-MS) e do governador Reinaldo Azambuja, que estava acompanhado de vários secretários de Estado.

O presidente da Assomasul disse que “hoje esse momento é importante não apenas para os três municípios contemplados no Programa Avançar Cidades — Mobilidade Urbana, e nem para os sete que já estão pré-selecionados, mas para todos os municípios de Mato Grosso do Sul”.

Composição da mesa de autoridades

O dirigente voltou a lamentar a difícil situação vivida por estados e municípios por conta da situação econômica do País, sobretudo, devido a falta de uma distribuição justa dos recursos públicos.

“A realidade brasileira, os estados estão com problemas, o governo federal enfrenta um início difícil, tendo de tomar decisões importantes para manter a máquina em pé, mas os municípios vêm há muito tempo sofrendo com a injusta distribuição de recursos pelo Brasil. Nós precisamos entrar muito fortemente no pacto federativo”, disse.

Para ele, o Avança Cidades vem no momento importante, isso porque a situação dos municípios hoje resume-se a pagar a folha de pagamento e as despesas correntes.

“Não tem dinheiro para os investimentos. Com esse programa, eles vão poder dar melhor qualidade de vida para a população na área de infraestutura, porque quando a gente prioriza saúde, educação, que são os direitos fundamentais, a gente acaba ficando sem recursos para fazer investimentos na área de infraestrutura. Então, importante esse evento, mas pedir que o governo mantenha essa postura inicial e que a gente conquiste essa alteração do pacto federativo”, elogiou.

Plenário da Assomasul ficou completamente lotado

MARCHA

Ainda em sua fala, Caravina lembrou que na próxima segunda-feira (8) quase 5 mil prefeitos vão estar na capital federal para reivindicar, durante a “XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios”,  junto ao governo e ao Congresso novas conquistas para os municípios.

“Temos conquistas iniciais de projetos que estão em andamento no Congresso e algumas decisões que o governo federal pode nos ajudar, mas sem dúvida alguma, o grande objetivo dessa marcha é conscientizar e ter o apoio do governo, junto ao Congresso, para a gente fazer essa alteração no pacto federativo, trazendo mais recursos para os municípios, porque mais recursos para os municípios, significa melhor qualidade de vida para a população”, destacou Caravina, ao agradecer, mais uma vez, a presença dos ministros, prefeitos, parlamentares e demais autoridades que participaram do ato que lotou o plenário da Assomasul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui