Adolescente perdeu o baço após ser espancado por policial: ‘achou que a gente ia assaltar’

0
Foto: Fabrício Christ/ TV Gazeta

Os três adolescentes que foram espancados por um policial militar, no bairro Mucuri, em Cariacica, na Grande Vitória, contaram o que aconteceu no dia da agressão. Um deles teve que retirar o baço. A Polícia Militar informou que o caso foi registrado na corregedoria e segue sob investigação.

Manifestantes acusam policial de ter espancado três adolescentes, em Cariacica, no ES

Manifestantes acusam policial de ter espancado três adolescentes, em Cariacica, no ES

Os meninos foram abordados no início da rua onde mora o policial militar. Ele não estava trabalhando, estava chegando em casa com a família quando viu os três garotos correndo e achou que era um assalto. O caso aconteceu por volta das 22h, de domingo (9). Na manhã de segunda (17), a família dos adolescentes fechou a rodovia do contorno para pedir justiça.

Famílias protestam na Rodovia do Contorno, em Cariacica — Foto: Wagner Martins/ TV Gazeta

Famílias protestam na Rodovia do Contorno, em Cariacica — Foto: Wagner Martins/ TV Gazeta

O garoto de 15 anos que perdeu o baço passou uma semana internado. Ele ainda está se recuperando da cirurgia. O menino conta que foi agredido durante uma abordagem.

“Ele chegou, abordou a gente em uma parede e revistou. Não perguntou o que a gente estava fazendo lá e nada. Pediu para o meu colega levantar a blusa e quando meu colega tirou a mão da cabeça, ele bateu a cabeça dele na parede e me chutou. Depois mandou a gente correr e deu um tiro para o alto”.

Os dois colegas de escola, de 16 e 14 anos, estavam junto do amigo. O garoto de 14 anos conta que também foi agredido pelo militar.

“Eu e meu amigo passamos por trás do carro do policial e ele se assustou achando que a gente ia assaltar ele. Aí empurrou a gente para a parede e pediu para eu tirar a jaqueta. Quando eu fui tirar, ele achou que eu estava com alguma coisa e bateu minha cabeça na parede, depois bateu no meu amigo”, contou.

Um dos amigos do menino teve a cabeça batida contra a perede pelo PM  — Foto: Fabrício Christ/ TV Gazeta

Um dos amigos do menino teve a cabeça batida contra a perede pelo PM — Foto: Fabrício Christ/ TV Gazeta

O mais velho, que correu na frente, diz que não viu o que aconteceu. Mas ouviu um barulho, que segundo os meninos, foi o tiro que o PM disparou após a abordagem.

“Quando eu estava voltando eu escutei o tiro e me mandaram correr, senão o policial ia matar nós. Eles acham que só porque a gente mora em um bairro de periferia, todo mundo é bandido”.

A mãe do menino de 15 anos, a dona de casa Maria Tereza dos Santos diz que ficou desesperada quando o filho chegou em casa gritando de dor. Ela levou o filho para o pronto atendimento e foram encaminhados para o Hospital Infantil, porque o estado de saúde era grave.

“Era uma hemorragia que deu no baço. Ele ficou em observação cheio de aparelho na emergência. ELes ficaram observando se a imunidade dele ia baixar, se poderia dar anemia e foi tudo caindo e a médica disse que precisaria fazer a cirurgia e retirar o baço. Eu espero que tenha justiça e ele seja punido”.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui