Policial aposentado morre após acidente com moto aquática

0

Um policial militar aposentado morreu após se envolver em um acidente com uma moto aquática, no começo da noite deste sábado (29), em São Vicente, no litoral de São Paulo. Ele, a esposa e a filha caíram do veículo e foram resgatados com vida, mas o policial teve uma parada cardíaca morreu no Hospital Municipal de São Vicente.

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, o policial Wladimir de Almeida Gouveia estava com a esposa e a filha andando em uma moto aquática na Baía de São Vicente, próximo a Ponte do Mar Pequeno, no Japuí. Por volta das 19h, a família caiu do veículo no meio do canal.

Moradores e funcionários de marinas próximos ao local acionaram barcos para ajudar a família a sair da água. O policial socorreu a filha e a esposa, mas passou mal logo em seguida.

“Estávamos no fim do expediente, ouvimos gritos de pedidos de socorro, colocamos o barco na água. Conseguimos pegar todo mundo. Tiramos ele (Wladimir) do mar. A esposa ficou em estado de choque”, conta o funcionário de uma marina próximo ao local do acidente e que estava no momento do acidente, que preferiu não ser identificado.

Funcionários de uma marina fizeram os procedimentos de primeiros socorros até a chegada da equipe de resgate do Corpo de Bombeiros. O policial foi encaminhado com vida para o Hospital Municipal de São Vicente, mas não resistiu e morreu.

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), informou que Wladimir deu entrada, por volta das 19h10, no Hospital Municipal, com parada cardiorrespiratória, devido a afogamento. No local, foram realizadas manobras de ressuscitação, mas sem sucesso, constatando-se o óbito às 19h45.

Wladimir tinha 49 anos. Ele era conhecido em São Vicente pelo apelido de Chiper, era um apaixonado por esportes e defensor da causa animal. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Santos.

A Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), órgão da Marinha do Brasil, informou que abriu um inquérito para apurar as causas e responsabilidades do ocorrido. O caso também foi registrado na Delegacia Sede de São Vicente. O velório do policial militar ocorreu no Cemitério Metropolitano de São Vicente.

Artigo anteriorPesquisa Ranking; intenção de voto para Deputado Federal no MS
Próximo artigoPai é condenado a 33 anos de prisão por estuprar filha 900 vezes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui