Dois morrem em confronto ao atirar contra policiais e fugir de abordagem

0
Foto: Maikon Leal/Coxim Agora

Dois homens morreram na noite deste sábado (25) durante troca de tiros com policiais da Força Tática da PM (Polícia Militar) em Coxim, a 253 km de Campo Grande. Eles teriam fugido da abordagem da viatura por que tinham porções de pasta base e começaram a atirar contra os PMs.

De acordo com o jornal Coxim Agora, Júlio Cesar Silva de Oliveira, de 19 anos, e Anderson da Silva, de 24, morreram por volta da meia noite. Júlio dirigia uma moto Honda Titan e Anderson ia na garupa, quando se depararam com uma viatura policial que fazia ronda em um bairro da cidade e começaram uma fuga. O Jornal Midiamax procurou a Polícia Civil do município, que colheu provas do caso e confirmou as informações. Segundo investigador de polícia, não foi a primeira vez que ‘Julinho’ atirou contra uma viatura.

Durante a perseguição, os amigos teriam sacado armas de fogo e teriam atirado contra os PMs. Os policiais teriam utilizado balas de borracha para acabar com a fuga, mas como os homens começaram a atirar, os PMs também usaram armas de fogo e assim os dois ‘fugitivos’ foram atingidos e caíram da moto.

Os PMs levaram as vítimas para o Pronto Socorro do Hospital Regional Álvaro Fontoura Silva, mas eles não resistiram aos ferimentos causados pelos tiros. Ainda não há informações sobre quantos tiros atingiram o corpo das vítimas, mas exames serão realizados ainda neste domingo (26) no IML (Instituto Médico Legal) de Coxim.

Os militares acionaram a Polícia Civil, que coletou provas no local. As evidências serão anexadas ao inquérito por homicídio. Ainda segundo informações obtidas pelo Coxim Agora, ‘Julinho’ possuía um mandado de busca e apreensão de quanto ele ainda era menor de idade, além disso, ele teria várias passagens pela polícia.

Além das armas de fogo, foram encontradas 10 porções de pasta base de cocaína com as vítimas. As armas, droga e a motocicleta foram apreendidas e encaminhadas para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Coxim.

O delegado responsável pelo caso informou ao Coxim Agora que o procedimento é ouvir os policiais militares que participaram da ocorrência e recolher as armas utilizadas por eles para que possam ser submetidas a uma perícia.

Artigo anteriorEstadual Sub 19 tem última rodada com briga tripla por 2ª vaga na Copa São Paulo
Próximo artigoMarido bate em mulher grávida e diz que vai arrancar o bebê com as próprias mãos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui