Em jogo de cartões, equilíbrio e “lei do ex”, Santos e Palmeiras empatam no Pacaembu

0

No retorno da Copa do Mundo para Santos e Palmeiras, um ponto para cada lado. Com um primeiro tempo mais alviverde e um segundo mais alvinegro, o empate por 1 a 1 desta quinta-feira, no Pacaembu, acabou tendo gosto amargo para os dois lados. O Peixe queria se distanciar do Z-4, enquanto o Verdão buscava aproximação dos líderes. Lucas Lima abriu o placar no primeiro tempo, e Gustavo Henrique, de cabeça, fechou a conta.

O empate deixa o Palmeiras com 20 pontos, a sete do líder Flamengo, em sétimo lugar na classificação geral. O Santos vai aos 14 pontos e termina a rodada em 15º, a um ponto do Bahia, que abre a zona de rebaixamento.

Lei do EX

Em seu quarto jogo contra o Santos, Lucas Lima, enfim, fez o primeiro gol. Diante do clube que defendeu até o fim do ano passado, o meia abriu o placar no início do primeiro tempo, comemorou na direção da antiga torcida e eplicou que “é diferente sim”, marcar um gol contra o Peixe. Com arquibancadas 100% santistas, o palmeirense foi vaiado a cada toque na bola.

PRESSÃO E ALÍVIO

Depois de quase 40 dias sem jogos oficiais, o técnico Jair Ventura voltou a sentir a cobrança das arquibancadas – ele foi xingado e vaiado pela torcida presente no Pacaembu. Quando tirou Alison para a entrada de Léo Cittadini, ouviu o coro de “burro”. No lance seguinte, porém, Gustavo Henrique empatou o jogo, o o comandante comemorou em tom de desabafo. Com o Santos em situação delicada, Jair aguarda reforços para continuar seu trabalho.

 

Artigo anteriorAL/MS aprova projeto de Onevan que concede utilidade pública a entidade de Cassilândia
Próximo artigoAtlético-PR e Inter travam jogo de reviravoltas e empatam em 2 a 2 na volta ao Brasileirão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui